O primeiro dia do ano de 2019, foi marcado por uma tragédia na cidade de Guapé, no Sul de Minas. Uma cabeça d’água atingiu na tarde desta quarta-feira (1º), um complexo de cachoeira, que faz parte do Parque Ecológico do Paredão, local que fica a cerca de 15 km da zona urbana e muito visitado por turistas, principalmente nesta época do ano.

O resultado da enxurrada, foi a morte de três pessoas da mesma família – Émerson Magalhães Couto, Áurea Carvalho Magalhães e Dafne Carvalho de Magalhães Couto, que são de Campos Gerais (MG). As pessoas estavam na água quando foram surpreendidas pela enxurrada. Algumas pessoas ainda tentaram reanimar uma das vítimas, mas ela não resistiu. Diversos jovens estavam nas cachoeiras quando o volume de água subiu repentinamente.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Polícia Militar e dos bombeiros foram acionadas. A equipe do Grupamento de Operações Aéreas do Helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros, estava transportando um órgão, mas também foi à cidade e teve que fazer um pouso improvisado.

Imagens aéreas feitas pelo Corpo de Bombeiros

Tromba d’água x cabeça d’água

Cabeça d’água se refere a um aumento rápido e repentino do nível de um rio, lago ou cachoeira devido a chuvas em trechos anteriores ou mais altos do percurso.

O fenômeno é diferente de uma tromba d’água, que se assemelha a um tornado, mas tem menor intensidade e ocorre sobre superfícies líquidas, como mar ou rio. (Com informações do G1Sul de Minas)
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here