A Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus tomaram decisões importantes de prevenção, após o decreto assinado pelo prefeito Marcelo Chaves

 

*Escolas municipais, estaduais, particulares e Apae suspenderam as aulas. Secretaria de Saúde sugeriu evitar a aglomeração de pessoas em velórios, o cancelamento de missas e cultos religiosos e o fechamento de clubes de lazer

O prefeito de Três Pontas Marcelo Chaves Garcia (MDB) assinou nesta segunda-feira (16) o Decreto número nº 11.112 que coloca o Município em Situação de Emergência em Saúde. O documento trata das medidas de prevenção ao contágio e enfrentamento e contingenciamento diante do Coronavírus (Covid-19).

A medida institui também o Comitê de Enfrentamento de Doenças Transmissíveis, que tem o objetivo de acompanhar o quadro epidemiológico do novo Coronavírus, adotando medidas necessárias para a prevenção e controle do vírus e o tratamento das pessoas afetadas. O Comitê se reuniu na Secretaria Municipal de Saúde na tarde desta segunda-feira (16) e traçou medidas preventivas em relação ao enfrentamento de uma possível epidemia de Coronavírus dentro de Três Pontas. Ele é presidido pela secretária de Saúde Teresa Cristina Rabelo Corrêa e tem as coordenações de Imunização, Atenção Básica, Epidemiologia, do Pronto Atendimento Municipal (PAM) e Hospital São Francisco de Assis.

Decisões importantes foram tomadas e estão no Decreto.

*A suspensão das aulas entre 17 de março a 05 de abril, nas escolas da rede municipal, incluindo os Centros Municipais de Educação (Creches), particulares, estaduais e federais, universidades, pré vestibulares e instituições de ensino técnico. Todas as escolas particulares já informaram que suspenderam as aulas.

*Eventos, comemorações e encontros de todos os serviços públicos e privados com 100 pessoas ou mais estão também suspensos.

*Os servidores municipais que apresentarem os sintomas devem comunicar a situação, tem a autorização de se afastar sem ter prejuízo de seus vencimentos. Aqueles que retornarEM de viagem de local em que houver transmissão comunitária do Coronavírus, fica impedido de retornar onde trabalha.

A vigência do Decreto será de 60 dias, podendo ser prorrogado, ficando autorizada a Prefeitura de realizar procedimentos especiais de compra de insumos e instrumentos necessários às unidades básicas de saúde e instituições hospitalares da cidade.

Veja o que muda até 05 de abril
A Secretaria Municipal de Saúde sugeriu que não sejam realizadas missas, cultos e eventos religiosos, em todas as igrejas e templos do Município.
Na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), as aulas da Escola Especial Pequeno Principe, o Centro Dia e o Centro Especializado em Reabilitação Física e Intelectual (CER II) estão com serviços e atendimentos suspensos entre os dias 18 e 05 de abril.
A Secretaria vai sugerir que as pessoas evitem aglomerações em velórios, o não funcionamento de academias, clubes de lazer e esportes e salões de festas.
As cirurgias eletivas agendadas para este período, no Hospital São Francisco de Assis, estão suspensas e uma nova data será marcada, quando a situação se normalizar.

A direção da Vila São Vicente de Paulo, por conta própria, suspendeu todas as visitas aos idosos que residem no lar. Anteriormente as visitas dos familiares havia sido restringida a apenas um por idoso e proibidas as visitas de grupos de pessoas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here