Fotos: Hécio Rafael

 

O município de Três Pontas regridiu para a Onda Vermelha do Programa Minas Consciente do Governo do Estado de Minas Gerais. A notícia foi divulgada oficialmente pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura. O assunto ganhou repercussão imediata nas redes sociais e gerou muitas dúvidas sobre as consequências inevitáveis que o Município precisa adotar, diante de um cenário preocupante da pandemia desde o início do ano.

A macrorregião sul que engloba Três Pontas já estava na fase mais restritiva e agora a micro também entra devido ao aumento expressivo de casos positivados, ao crescimento do número de mortes e ainda a taxaa de ocupação de leitos, principalmente de Unidade Terapia Intensiva (UTI), da Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis de Três Pontas.

A cidade tem nesta segunda-feira (18), 1.760 casos confirmados, tem 12 pacientes internados e 26 mortes provocadas pela Covid-19.

O Programa Minas Consciente impõe determinações e restrições para tentar conter o avanço que devem obrigatoriamente serem cumpridas. As medidas são válidas por tempo indeterminado, até que a cidade avance à onda amarela. A avaliação também é feita pelo Governo do Estado.

Veja a lista dos estabelecimentos que poderão funcionar, seguindo as regras sanitárias. 

Supermercados, padarias, lanchonetes, lojas de conveniência;
Restaurantes e bares (somente poderão funcionar delivery ou retirada no balcão);
Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros;
Serviços de ambulantes de alimentação;
Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop;
Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito;
Vigilância e segurança privada;
Serviços de reparo e manutenção;
Lojas de informática e aparelhos de comunicação;
Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões;
Construção civil e obras de infraestrutura;
Comércio de veículos, peças e acessórios automotores;
Além de qualquer atividade que possa ser feita a distância, por delivery ou sem a entrada dos consumidos nos estabelecimentos. Os comércios que desobedecerem poderão sofrer sanções como multa e até a perda do alvará de funcionamento.
Dúvidas: 3265-6430 (Vigilância Sanitária)
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here