Os homenageados com os vereadores na entrega dos Títulos de Cidadania Honorária. FOTOS: HÉCIO RAFAEL

 

*Vereadores entregaram as honrarias no Auditório da Cocatrel, que ficou lotado de familiares e convidados

A Câmara Municipal de Três Pontas entregou na noite desta quarta-feira (21), Títulos de Cidadania Honorária Trespontana a 17 personalidades. Concedido a pessoas que não nasceram no Município, o Título de Cidadania, equipara o homenageado a uma adoção oficial. O agraciado ou agraciada, passa a ser um conterrâneo, por direito. Por isto, é uma grande responsabilidade, valorizar quem faz a diferença.

Os escolhidos, que tiveram seus nomes aprovados pelo Poder Legislativo nas sessões ordinárias ao longo deste ano de 2018, são pessoas que de alguma forma contribuíram com o Município e se destacam na comunidade, nos mais variados setores.

A solenidade foi realizada no Auditório da Cocatrel, onde os condecorados se assentaram nas primeiras fileiras de cadeiras. Todas as demais foram ocupadas por familiares e convidados, que encheram de prestígio a cerimônia.

O prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB), ocupou uma cadeira ao lado da presidência. Algumas das autoridades presentes foram destacadas na cerimônia: o procurador geral do Município Dr. Yves Duarte Tavares, os delegados da Polícia Civil de Três Pontas e Varginha, Dr. Andrey Alves Leite e Dr. Gustavo Gomes, o presidente da Associação Comercial e Agroindustrial de Três Pontas Bruno Dixini Carvalho, o provedor da Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis Michel Renan Simão Castro, o presidente da Associação Regional dos Engenheiros Agrônomos Roberto Felicori, o presidente da Câmara de Guapé Celso Freitas, o presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública Paulo Fasano, alguns secretários e assessores da Administração.

Auditório lotado para prestigiar a cerimônia da Câmara – Foto: Equipe Positiva

A biografia dos homenageados foram apresentadas e cada um chamado a frente, para receber do vereador que apresentou o projeto de Decreto Legislativo, a placa que materializa este reconhecimento. Já as novas cidadãs trespontanas também receberam buquê de flores.

A noite fria e chuvosa, ficou marcante e especial, com a leveza da voz da musicista Jullie Dias, o som do violão de Beto Maciel e o talento do maestro Wander Scalioni (foto). Eles interpretaram canções que demonstram a importância de se valorizar a vida, aproveitar os bons momentos, curtir a vida e ser feliz. “É preciso saber viver” de Titãs” e “Caçador de Mim” de Milton Nascimento, retrataram bem isso.

Todos os novos Cidadãos Trespontanos usaram a palavra no tempo permitido. Agradeceram o reconhecido que tiveram e reconheceram a responsabilidade que tem a partir de agora se tornando trespontanos por direito.

O prefeito Marcelo Chaves falou que o amor que eles tem por Três Pontas foi que os levaram à Câmara Municipal. O vereador Érik dos Reis Roberto (PSDB), falou em nome dos demais. Ele contou que os nomes deles foram apresentados muitas das vezes por membros da própria comunidade, que enxergam nele cidadãos diferentes.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DOS HOMENAGEADOS 

Adailton José de Souza deixou sua cidade natal, Caetanópolis (MG) para morar na zona rural de Três Pontas

Ana Maria Morais Fabri “Dona Ana” é de Campos Gerais (MG), é professora e trabalhou em várias escolas até se aposentar

Celso Adriano de Paula nasceu em Muzambinho (MG), é atualmente servidor da Prefeitura e trabalha na zona rural

Flávio Augusto Correa Basílio é de Belo Horizonte (MG), é economista e secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa. Ele foi representado pelo seu pai

Gustavo Felipe Domingos Campos é de Ipatinga (MG), se formou na Policia Civil e veio trabalhar em Três Pontas há 8 anos e a três responde pela Inspetoria

Iliana Maria Pino Gonzalez é médica, nascida em Cuba em Camaguey e está atuando em Três Pontas desde março de 2017

João Lúcio Pereira, conhecido por João do Fumo, é de Poço Fundo (MG) e veio morar em Três Pontas em 1984

João Paulo Resende Baeta é policial civil, natural de Conselheiro Lafaiete (MG) e é presidente do 180º Grupo de Escoteiros Boa Vista

José César Dias Júnior veio de Remanso na Bahia em 1998, é comerciante e possui ao todo 10 lojas na região

Marcos Paulo Provenzani de Almeida de Senna é advogado, nasceu em Ponte Nova (MG), mas está em Três Pontas desde 1993

Maria Aparecida Vilela Leal natural de Boa Esperança (MG), se aposentou e decidiu junto com o esposo morar em Três Pontas

Maria Lúcia da Silveira Figueiredo é de Monte Belo (MG) e trabalha na farmácia de sua família há 52 anos

Rosiari de Oliveira Carvalho nasceu em Varginha (MG), é professora há 25 anos e muito querida por todos

Sthefani Cleider Barbosa de Assunção, nasceu em Barbacena (MG), se formou na Polícia Civil, veio morar em Três Pontas e integra o grupo de Escoteiro

Sueli Naves de Sousa Mesquita de Boa Esperança (MG), trabalhou durante 35 anos como professora e orientadora educacional em várias escolas da cidade

Wagner Rogério Trevisan é de Jundiaí (SP), é casado com uma trespontana e possui um estabelecimento comercial no bairro Alcides Mesquita

Wilson Roberto Ferreira Júnior, nasceu em Varginha (MG), é sócio diretor da empresa do seu pai e é vice provedor da Santa Casa de Misericórdia

COMPARTILHAR

Comentários