Um trespontano subiu no pódio da 28ª edição do Rally dos Sertões, a maior competição brasileira anual de rali, realizada entre os dias 30 de outubro e 07 de novembro. Thiago Mendonça Veloso de 36 anos é piloto de enduro e recebeu o convite da equipe Honda Rally para participar do maior desafio que já enfrentou desde o ano 2005, quando começou a competir. Ele foi campeão da categoria Brasil do Rally dos Sertões.

A disputa começou em Mogi Guaçu, interior de São Paulo, e terminou em Barreirinhas, no Maranhão. A edição deste ano anunciou diversas mudanças na competição a fim de garantir a segurança devido ao novo Coronavírus. Os competidores passaram ao todo por sete cidades. Além de São Paulo e Tocantins, a caravana percorreu Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal e Maranhão. No total foram são 4.749 km, em 7 etapas, entre o trecho de deslocamento e de competição, chamado de especial.

Em território mineiro, a primeira etapa partiu de São João Batista do Glória. O evento demanda uma logística monstruosa. Ele integra a equipe que é chefiada em Lavras, com outros três pilotos, mas tem mecânico, cozinheiro, motorista e chefe de equipe, que trabalham juntos.

Esta foi a primeira vez dele campeão no rally, mas o piloto trespontano já venceu o Enduro da Independência ano passado, na categoria Brasil, que é de moto fabricada no país, foi tricampeão Matogrossense de Enduro e campeão Mineiro e Paulista de Enduro.

Na casa do seu pai, ele revela em entrevista que compeete por diversão. “É minha alegria estar competindo em uma moto, é onde eu me distraio, esqueço o stress do dia a dia”, revelou o piloto.

Thiago Veloso é bancário, mora em Ponte Nova na zona da mata de Minas Gerais, mas é trespontano, filho de Túlio Figueiredo Veloso e Rosana Campos de Mendonça Veloso. Ele é casado com a também trespontana Maralisi, com quem tem dois filhos, Pedro Augusto de 19 anos e Miguel de 7. Eles tem em comum com o pai, a paixão pelas motos – os dois já pilotam.

Thiago Veloso exibe o troféu de campeão do Rally

Tristeza após a vitória
Mas a semana pós evento em que se sagrou campeão, carrega o peso de uma perda. O trespontano estava com o piloto Antônio Luís Maciel Filho, conhecido por Tunico Maciel que integra a sua equipe, que morreu nesta segunda-feira (09), em decorrência dos ferimentos causados pela queda de moto sofrida no sábado durante a o Rally. Ele tinha 26 anos, e era bicampeão brasileiro de rally. No acidente, sofreu trauma cranioencefálico grave e estava internado no Hospital UDI Center, em São Luis, onde não resistiu aos ferimentos e morreu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here