*Cestas são entregues aos alunos da rede municipal de ensino 

A Câmara Municipal realizou sessão ordinária nesta segunda-feira (19), sem projetos na pauta de votações, porém, dois ítens foram inseridos atendendo a solicitação do vereador e vice presidente da Câmara, Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD). Entre eles, a destinação de recursos para a compra de mais cestas básicas às famílias carentes do município de Três Pontas.

Antes das votações os vereadores usaram o Pequeno Expediente para abordar assuntos diversos. O destaque foi para a instalação de grades de proteção feitas pela Prefeitura no fim da última semana, na Avenida Oswaldo Cruz. É que foi com dinheiro de emenda parlamentar impositiva dos vereadores que isto foi possível. Porém, ao fazer a postagem em rede social, o prefeito Marcelo Chaves Garcia (PSD), não fez nenhuma menção a isto.

Antônio do Lázaro começou o assunto parabenizando o gestor pela colocação da estrutura e registrando a construção da calçada no final da Avenida Barão da Boa Esperança, único acesso dos moradores do bairro Jardim das Esmeraldas, que vai garantir a eles mais segurança.

Roberto Donizetti Cardoso (Robertinho – DEM) acrescentou que a melhoria na avenida era muito esperada e vai evitar acidentes, mas que desde 2018 já havia destinado sua emenda impositiva para a colocação das grades, porém, na época, segundo Robertinho, o prefeito disse que não havia o interesse. Por isto, cobrou que o gestor deveria pelo menos reconhecer e deixar claro de onde vieram o dinheiro gasto na estrutura.

Já o vereador Geraldo José Prado (PSD), parabenizou os colegas parlamentares, Robertinho, Marlene Lima (PDT), Sérgio Silva (Cidadania), que com ele destinaram valores de suas emendas que possibilitou a melhoria, mas que é o prefeito é quem quis fazer e pode fazer.

Sérgio Silva, um dos que destinou recursos para a grade na Oswaldo Cruz, também criticou dizendo que atender ao pedido do Executivo, muitas vezes deixa muitos moradores esperando por um caso de extrema necessidade em um bairro, mas quando o prefeito realiza com a ajuda dos legisladores não há o reconhecimento desta parceria.

Dois projetos aprovados

Não houve nenhuma discussão em torno dos projetos inseridos na chamada “Ordem do Dia”. Apenas o pedido do vereador Sérgio Silva que a sessão fosse suspensa para que eles fizessem uma análise rápida do que estariam votando, diante das anulações orçamentárias que foram apresentadas. Suspensa por cinco minutos pelo presidente Maycon Douglas Vitor Machado (PSD), ele retornou fazendo a leitura dos projetos e colocando em votação.

Por ordem cronológica de protocolo, foi votado o projeto 134, que autoriza o uso de um superávit financeiro apurado em 2019, no orçamento do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), no valor de R$390 mil, que será aplicado na folha de pagamento dos servidores da autarquia.

Já o projeto 136, que continha o pedido de votação em caráter de urgência, faz alterações orçamentárias e destina R$310 mil para a aquisição de kits de cestas básicas para a distribuição às famílias carentes de alunos da rede municipal, bem como a suplementação na Secretaria Municipal de Saúde para despesas com folha de pagamento dos agentes comunitários de saúde e servidores do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). São R$70 mil às cestas e R$240 mil para a folha de pagamento. Ambos os projetos foram aprovados por unanimidade.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here