Os promotores da 3ª Promotoria de Justiça da Comarca de Três Pontas e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) núcleo Varginha, falaram na sede da Promotoria na tarde desta terça-feira (15), sobre as investigações que apura a existência de eventual fraude, na execução dos contratos de fornecimento de peças e combustíveis na Prefeitura Municipal de Três Pontas.

Na “Operação Fantasma” foram cumpridos durante a manhã 5 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão, oito em prédios públicos e um na zona rural de Coqueiral, onde um cortador de grama da que pertence a Prefeitura foi encontrado. No cumprimento de um mandado de prisão em Coqueiral, um cortador de grama da Prefeitura foi encontrado em uma propriedade. Na casa de dois presos dos presos, foram apreendidas três armas de fogo.

O promotor coordenador do GAECO Dr. Igor Serrano Silva, informou que a denúncia foi realizada a cerca de quatro meses e as investigações ainda está em curso. Há muitos pontos que serão esclarecidos pela Promotoria.

Ela aponta que 12 máquinas e veículos da frota, que não estão em uso foram supostamente abastecidos e peças foram adquiridas entre 2017 e 2018. Na semana passada, os promotores fizeram inspeções e servidores foram ouvidos.

COMPARTILHAR

Comentários