Por Dr Humberto Gurgel

Quais são os sinais e sintomas?

Muitas vezes os sintomas não aparecem e o câncer já esta lá na próstata. Isso não significa que a presença do câncer vá trazer imediatamente um problema. Muitos pacientes já são idosos e veem a falecer por outras causas, sem saber que já tinham um câncer na próstata. Entretanto, em alguns casos, podem surgir sintomas como ardência urinária, dor ao urinar, jato fraco da urina e raias de sangue no esperma. Quando esses sintomas aparecem, é muito mais provável que eles sejam consequência de uma doença benigna (como hiperplasia da próstata) do que decorrentes de um câncer. Entretanto, é importante “ouvir” o corpo e procurar um médico. Em poucos casos, a doença se desenvolve “silenciosamente” e quando o paciente procura o médico, já existe metástase nos ossos, o que gera dores no corpo e aumenta o risco de fraturas.

Como prevenir este tipo de câncer?

A melhor forma de prevenir a doença é manter hábitos de vida saudável e “ouvir” o próprio corpo, comunicando o seu médico as alterações no funcionamento do seu organismo. O benefício da prevenção do câncer de próstata através do toque retal e dosagem do PSA (substância no sangue produzido pela próstata), ainda é controverso se oferecido como um programa de rastreamento para toda a população. Entretanto, homens com mais de 55 anos que queiram prevenir o câncer da próstata devem discutir com seu médico as implicações de realizar o toque retal e a dosagem do PSA. Quem já teve um parente de primeiro grau com câncer da próstata e/ou é afrodescendente, deve estar mais atento, já que o risco é maior nessa população.

Como é o tratamento?

O tratamento depende do quanto a doença penetrou na próstata e se há metástase ou não. Depende também da agressividade da doença, que é medida por uma escala chamada “Gleason” e do valor do PSA no sangue. Quando a doença está apenas na próstata, o tratamento é feito com a cirurgia de retirada da próstata ou através da radioterapia, associada muitas vezes a uma injeção para bloquear a produção dos hormônios masculinos. Entretanto, quando a doença invade os órgãos em volta da próstata ou quando já se apresenta com metástases, a cura não é mais possível e o objetivo do tratamento passa a ser frear o avanço da doença. Para isso, o tratamento deve ser incialmente com o bloqueio da produção dos hormônios masculinos, e futuramente com a quimioterapia ou novas drogas que inibem a produção dos hormônios de forma mais potente.

A Clínica Santé está à disposição para ajudar. Nosso endereço é Avenida Prefeito Olinto Reis Campos, nº 220. Bairro Jardim Brasil , em Três Pontas. Telefone 3265-3324.

COMPARTILHAR

Comentários