*Veículos de comunicação da cidade terão que ser credenciados

Os vereadores da Câmara Municipal de Três Pontas deram autorização para que os veículos de comunicação da cidade, transmitam as sessões plenárias do Poder Legislativo.

O Projeto de Resolução foi um dos itens da pauta da reunião ordinária desta segunda-feira (19), que foi presidida pelo vice prefeito Donizetti Benício Baldansi (PSL), já que o presidente Luis Carlos da Silva (PPS) se recupera de uma cirurgia. A iniciativa é assinada pela Mesa Diretora da Câmara e libera a transmissão das reuniões ordinárias, extraordinárias e das sessões solenes, para serem transmitidas pelas rádios, canais de TV e demais meios de comunicação, com sede e abrangência em Três Pontas.

Esta é uma reivindicação antiga do vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS). Ele tentou fazer o Projeto, mas descobriu que precisava ser da Mesa. Quando o debate foi aberto, o parlamentar elogiou a presença constante da Equipe Positiva em todas as sessões “faça chuva, ou faça sol” e os debates que são feitos nas redes sociais no dia seguinte, de tudo que foi votado e discutido. Sérgio demonstrou preocupação quanto as transmissões das sessões feitas pelo Poder Legislativo. A licitação foi feita em outubro do ano passado e até hoje a empresa não conseguiu transmitir nada. “Isto é uma vergonha. Quero saber se estão sendo pagos”. Na opinião dele, é preciso analisar o caso juridicamente, talvez cancelar esta e chamar a empresa segunda colocada para prestar o serviço.

Érik dos Reis Roberto (PSDB) acha importante o Legislativo dar transparência na informação. Muita gente não sabe como funcionam os poderes e por isto usam as redes sociais para criticar os parlamentares. O vereador tucano também parabenizou a imparcialidade da Equipe Positiva que dá a notícia no site, sem emitir a opinião. Na visão dele, outros veículos são tendenciosos com a informação que divulgam e fazem chamadas apelativas para chamar a atenção. Roberto Donizetti Cardoso (PP) acha fundamental as transmissões como forma das pessoas conhecerem os vereadores, já que ele tem moradores que não conhecem os legisladores que o representam. Geraldo José Prado “Coelho” (PSD) falou que a iniciativa passou da hora de acontecer, que outras gestões deveriam ter tomado a determinação sem medo de mostrar o que acontece no Legislativo. A vereadora Marlene Rosa Lima Oliveira (PDT) acrescentou que a população não participa das ações da Câmara e esta é uma oportunidade deles acompanharem pela mídia. Depois de ficar sem falar na semana passada, Antônio Carlos de Lima (PSD), reconheceu a luta do presidente Luisinho em instalar a TV Câmara e elogia a iniciativa de dar publicidade aos atos do Poder Legislativo. O secretário da Mesa Maycon Douglas Vitor Machado agradeceu o trabalho que toda a imprensa faz e parabenizou a forma com que as notícias são divulgadas.

Érik ocupou a cadeira de vice presidente novamente, junto com o presidente em exercício Benício Baldansi e o secretário Maycon Machado

Outras votações

O projeto foi aprovado, mas há critérios que precisam ser obedecidos. Os veículos interessados deverão fazer o devido credenciamento na Secretaria da Câmara devendo apresentar documento do canal de comunicação, identificando inclusive as pessoas que farão a cobertura. Caso seja transmitido a gravação do áudio da reunião, não poderá haver em nenhuma hipótese; edição, ou adições de palavras dos vereadores ou visitantes que estejam inscritos para o usar a Tribuna, bem como de atos ocorridos nas sessões, exceto quando houver suspensão dos trabalhos.

Mais quatro projetos de leis todos do Executivo foram votados e aprovados, um deles inserido na pauta a pedido de Antônio do Lázaro. Este dá ao Conselho Municipal de Turismo a possibilidade e autonomia para viabilizar projetos de interesse turístico em âmbito municipal. Ele ajusta a regulamentação do Fundo Municipal de Turismo (FMT). Outro projeto destina R$69.557,27 para a Secretaria Municipal de Transportes e Obras para investir em infra estrutura de vias urbanas e rurais. Coelho alfinetou dizendo que espera que com isto, o serviço de tapa buracos seja realizado, pois tem bairros em que o asfalto parece um ‘queijo suiço’, cheio de buracos por todos os lados. A pauta foi toda aprovada meio a muitas críticas da oposição à atual Administração.

Cobranças ao Executivo continuam no foco

Praticamente todos os vereadores que usaram a Tribuna durante o Pequeno Expediente, lembraram da morte do ex-prefeito João Vicente Diniz. Eles assinarão um ofício em conjunto que será encaminhado a família enlutada. O vereador Érik voltou a falar das placas que estão sendo retiradas das praças que passam por revitalização. Ele solicitou que elas sejam recolocadas, como forma de reconhecer aqueles que realmente as construiram. É o caso da Praça dos Municípios, no bairro Ouro Verde, construida por João Vicente. Registrar a melhoria é importante, mas é fundamental manter e respeitar a memória daqueles que executaram o projeto. Mudando de assunto, o tucano anunciou que vai fazer um projeto de lei, que destina a dotação orçamentária que seria utilizada no Carnaval de 2018 para o Hospital São Francisco de Assis. Isto porque, a justificativa que foi apresentada pelo Ministério Público para fazer a recomendação está na saúde: ajuda financeira à Santa Casa e a falta de medicamentos na Farmácia Municipal. Dizendo não ter vaidades, Érik deixou a disposição os colegas que queiram assinar com ele.

Maycon  Machado que é professor na rede estadual de ensino desejou um ano letivo cheio de bênçãos, alunos, professores e demais profissionais. Ele espera que o Estado de Minas Gerais dê a estrutura adequada para que o ano letivo não sofre paralisações. Quem também ele desejou sucesso na jornada é para a diretoria do Três Pontas Atlético Clube (TAC), que consiga êxito, títulos e alegria no esporte. Ele terminou agradecendo a Secretaria de Obras por ter dado manutenção nas estradas do Pontalete. Coelho não concordou em parabenizar, já que isto é obrigação do secretário que recebe seu salário para prestar o serviço. Maycon rebateu no Grande Expediente que pauta seu mandato desta forma. De fazer cobranças sempre, mas de saber reconhecer quando o serviço é prestado e alistar também durante as sessões. Coelho diz que não manda mais ofícios, porque nunca é atendido. No mesmo assunto continuou Robertinho. Depois de destinar vários ofícios fazendo solicitações ao Governo Municipal, o vereador quer os protocolos que foram feitos na Prefeitura, para que agora apele as vias judiciais, acusando de crime de desobediência. Entre os pedidos estão documentos da licitação de óleo diesel, o uso do espaço público, entre outros.

Como forma de fiscalizar em loco, Robertinho sugeriu que a Câmara crie uma Comissão de Vereadores para fazer algumas visitas e ver como andam as coisas – na Secretaria de Transportes e Obras, o Centro de Eventos e a Secretaria de Saúde. Isto porque, a população está começando a falar mal dos vereadores como estão do prefeito.

Maycon Machado usou o microfone no Grande Expediente para defender o Parlamento Jovem, depois de uma crítica postada em uma rede social, por um profissional da educação. A Escola do Legislativo debaterá um tema complexo em 2018, que é a violência contra a mulher. À aquele que não economizou ao se referir de forma pejorativa ao PJ, Maycon fez um convite ao profissional que participe, conheça a importância e a diferença que a Escola tem provocado positivamente na vida de cada um dos estudantes que integram este projeto. “Com certeza com seus conhecimentos que esta pessoa demonstrou ter, ela tem muito a contribuir conosco”, falou o Presidente da Escola sem citar o nome da pessoa que fez o comentário.

Juntando vereadores dispersos pela Casa para dar quórum, Coelho falou que está cansado de tanta cobrança, por culpa da Administração que além de não cumprir com os compromissos que registrou em cartório, deixa de fazer o básico. Isto tem refletido diretamente nas cobranças feitas a ele quando vai faze entregas da sua empresa nos bairros por toda a cidade. “Três Pontas precisa reagir, não pode ficar desse jeito. Se não estão dando conta, que prefeito e vice renunciem aos seus cargos e assim o presidente da Câmara Luisinho assume e trabalha junto com a gente aqui”, defendeu Coelho na Tribuna da Câmara.

COMPARTILHAR

Comentários