Casa cheia nas primeiras palestras da Semana da Micro e Pequena Empresa e do Empresário em TP

A Associação Comercial e Agro Industrial de Três Pontas (ACAI-TP) se uniu ao Sebrae Minas Gerais para comemorar a Semana do Empresário e fizeram uma fusão para marcar as atividades em torno do Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, nesta quinta-feira (05). A Semana acontece em mais de 130 cidades com diversos temas e uma variedade de profissionais. Porém na região, apenas Três Pontas, Varginha, Três Corações e Boa Esperança foram privilegiadas com o evento, motivo que enche de orgulho o presidente da ACAI Michel Renan Simão Castro. Além de ser fundamental para a associação, o Sebrae é responsável pelo sucesso de milhares de empresas em todo o Brasil. “Por nos destacarmos e estamos na vanguarda fomos premiados com esta com semana em que estamos juntos oferecendo com o apoio da Cocatrel, palestras, workshop’s e treinamentos”, detalha Michel Renan, a programação que acontece esta semana. Uniu se o útil ao agradável, trocando ideia e experiências. Ainda de acordo com o empresário, o conhecimento se torna cada vez mais necessário dentro das empresas, com um mercado cada vez mais competitivo.

Auditório da Cocatrel lotado e muita expectativa em torno das palestras agendadas para a noite desta terça-feira (03). Atraídos pelos temas e pela experiência dos palestrantes. Rafael Medeiros Filhos é de Goiânia, já passou por todos os estados do Brasil e é um dos palestrantes mais requisitados do país. Existe uma fórmula de sucesso para as empresas? A resposta dele é que existem princípios que se as empresas seguirem aumentam as chances de se destacarem no mercado. O sucesso é provocado por uma série de variáveis, que quanto mais respeitadas mais chances a empresa tem.

Existe atualmente a maior competição de todos os tempos. A competição é mundial, mas também nunca houve tanta possibilidade de acertar se utilizarem o “ouro moderno” que é o conhecimento. É assim que pequenas empresas se destacam e se tornam conhecidas, aumentam vendas e receitas. O comerciante precisa fazer a si mesmo, orienta Rafael Medeiros (foto), algumas perguntas desde o momento que o cliente entra na sua loja até a hora que ele sai. “Quais são as experiências que você quer proporcionar a ele que as outras empresas não oferecem? O bom atendimento, a vitrine, o visual, o cheiro, o som”, perguntou. Uma coisa que uma empresa deve priorizar é o relacionamento. O mercado exige que se tenha uma relação cada vez mais próxima com o cliente e, o produto não tem mais a maior importância entre o consumidor e vendedor e o bom atendimento não é considerado cortesia. Onde tudo é cada vez mais automatizado, Rafael explana que onde tudo é cada vez mais automatizado, é preciso investir na capacitação de equipe e a relação humana se sobressaia em relação a venda de um determinado produto. “Hoje as pessoas compram muito mais você, do que o seu produto. Então ela só fazer a compra se gostar de você. É o que eu chamo de venda antes da venda. É preciso vender a mente da minha empresa. É assim que se consegue fidelizar os clientes”, relatou. Atitudes pequenas somadas a outras estratégias ao longo do tempo geram um resultado satisfatório de sucesso.

Fernando Kimura é de São Paulo (SP), formado em marketing e administração, reconhecido internacionalmente é também fundador da Academia de Neuromarketing que tem como objetivo disseminar conhecimento sobre inovação em comunicação e Neuromarketing através de cursos presenciais por todo o Brasil.

Em sua palestra, Kimura por meio de vários exemplos sobre consumo e comportamento do consumidor, falou da importância do marketing para que as pessoas façam escolhas entre um produto e outro. Segundo ele, as marcas são construídas a partir da emoção ou por repetição e são as marcas que conduzem as pessoas no mercado consumidor. Ele justifica que as pessoas se atentam muito as marcas, embalagens, do que muitas vezes com a qualidade do produto. “As pessoas pagam três vezes mais caro e valorizam mais um produto pelo design, por ser uma marca tradicional”, adianta. Produtos e novas marcas podem alcançar este objetivo, porém é necessário a construção de um blend e ter dinheiro para bancar a mídia. Outro caminho foram as jogadas feitas em redes sociais, como uma funerária que brincou com um conteúdo e viralizou. “A internet é um caminho para tornar a sua marca conhecida sim, desde que você também tenha dinheiro e agregue outras iniciativas”, contou Kimura.

As palestras estão sendo ministradas também no Auditório Moacyr Pieve Miranda. A programação é inteiramente baseada nas principais demandas do mercado. No dia 05 de outubro, no Dia da Micro e Pequena Empresa, as pessoas poderão acompanhar esse dia especial transmitido ao vivo pelo Youtube. Serão ministradas 8 palestras de 30 minutos cada, com foco em inovação e tecnologia para seu negócio.

Com mais de 2 milhões micro e pequenas Empresas (MPE), microempreendedores individuais (MEI) e produtores rurais, Minas Gerais é o segundo estado com o maior número de pequenos negócios no Brasil. Somente as MPE são responsáveis por 23% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro e 59% dos empregos formais no estado. No Sul de Minas, as micro e pequenas empresas somam quase 99 mil.

VEJA A PROGRAMAÇÃO:
04/10: Oficinas Tecnológicas
Local: ACAITP (Rua Afonso Pena, 33 – Centro)
Das 13h às 17h: Inserção do negócio nas redes sociais
Das 18h às 22h: Arquitetura e design do ambiente de varejo

05/10: Oficina Tecnológica
Local: ACAITP (Rua Afonso Pena, 33 – Centro)
Das 8h30 às 12h30: Como diminuir o desperdício em bares e restaurantes.

COMPARTILHAR

Comentários