A Polícia Civil de Boa Esperança, conseguiu prender um criminoso considerado perigoso, com envolvimento com quadrilhas que praticam roubos de veículos e sequestros no Sul e Centro Oeste de Minas Gerais. Ramon de Souza de 31 anos, o “Ramonzinho” ficou conhecido pela habilidade que tem para fugir, pela mata e cafezais e o vasto conhecimento que tem das estradas vicinais que cortam diversos municípios.

Ele estava sendo procurado desde agosto de 2016 e acabou preso na manhã desta terça-feira (21), na casa de familiares, em Boa Esperança. A residência onde ele estava no bairro Monte Rei foi cercada, depois que policiais civis que o monitoravam o viram dentro do imóvel. Ele foi preso e levado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Dr. Cristiano Strapasson Severo, Ramon deve responder por formação de quadrilha e roubo qualificado.

Segundo a PM, desde o dia 02 de fevereiro na região, foram 10 boletins de ocorrências envolvendo Ramonzinho. Mais de 5 roubos de carros onde as vítimas foram feitas reféns e algumas delas tiveram que ir às agências bancárias sacar dinheiro para a quadrilha.

Ao chegar na Delegacia, Ramonzinho demonstrou tranquilidade

A mãe do criminoso mais procurado de Minas Gerais, Maria Aparecida Calugi está doente, ela tem leucemia e tinha pedido para o filho se entregasse. Em sete anos, o irmão dele Rodiney Calugi, viu Ramon apenas três vezes e em todas elas conselhos não faltaram. Ele preferia ficar no mato ou quando via a oportunidade se hospedava em hotéis e motéis, conforme contou em entrevista após ser preso.

Ramon de Souza cumpria pena em regime semi-aberto, saia da prisão para trabalhar e retornava para a cela a noite. Segundo os policiais, em uma destas saídas, ele não retornou.

De acordo com as investigações, fora do presídio ele continuou a praticar crimes. Deivid Lopes Corrêa “Deivinho” de 22 anos e Alex Júnior Machado de 23 anos, conhecido por Lequinho, (foto) que fazem parte da mesma quadrilha acabaram presos ainda de madrugada em Varginha. A dupla também tem extensa ficha criminal.

Trajetória de fugas bem sucedidas

Ramonzinho é apontado pela polícia como autor de vários roubos a veículos, como do presidente da Câmara de Santana da Vargem Expedito Alves de Oliveira (PSD). O vereador foi levado quando estacionou seu carro na BR 265, entre Santana da Vargem e Coqueiral, no dia 07 de fevereiro. Ele tinha acabado de participar da reunião e estava chegando em casa quando parou no acostamento para conversar com um primo e foi rendido. Ramonzinho e seus dois comparsas levaram o vereador com eles no carro da vítima, um Ônix. Ele só foi libertado cerca de duas horas depois, apenas de cueca na zona rural de Carmo da Cachoeira.

Na última ação dele no dia 13 de fevereiro, ao deparar com uma viatura da PM de Três Pontas, em Santana da Vargem, diversas equipes do 24º Batalhão de Policia Militar de Varginha, o Canil, equipe Tática, efetivo de Três Pontas, Boa Esperança, Campos Gerais, Coqueiral, Nepomuceno, Campo Belo e Lavras além de viaturas da Polícia Militar Rodoviária Estadual fizeram o cerco com apoio até do helicóptero Pégasus da Polícia Militar de Belo Horizonte, mesmo assim o criminoso conseguir escapar por um cafezal, depois de uma troca de tiros. Ele tinha roubado o carro de um casal em Carmópolis de Minas no dia anterior e abandonou o veículo.

COMPARTILHAR

Comentários