Denis Pereira – A Voz da Notícia

A Câmara Municipal de Três Pontas aprovou em sessão ordinária desta segunda-feira (18), dois projetos de lei do Poder Executivo. A pauta estava vazia, mas foi atendendo ao pedido do vice presidente Luis Carlos da Silva (PPS), que os dois itens foram inseridos com aprovação do Plenário Presidente Tancredo Neves. O único vereador ausente foi Antônio Carlos de Lima (PSD), que perdeu um irmão no fim de semana.

De números 092 e 093, ambos alteram a Lei Orçamentária de 2014 e o Plano Plurianual, abrindo crédito adicional especial. O primeiro no valor de R$124.389,83 que serão destinados à construção de uma unidade básica do programa Farmácia de Minas e os recursos vem da Secretaria de Estado da Saúde. A Farmácia de Minas será erguida no bairro Alcides Mesquita, proporcionando uma melhor atenção aos usuários do serviço, na medida em que, após inaugurado, dará mais uma opção aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), para retirar os medicamentos prescritos pelos médicos do serviço público.

O outro projeto, abre crédito de R$171.646,20 possibilitando o pagamento de sentença judicial transitada em julgado referente ao processo movido desde 2008 na justiça pelas servidoras da Educação referente ao enquadramento como profissional da Educação, o FUNDEB. Foram poucas as manifestações. Vieram primeiro os elogios do vereador Geraldo Messias (PDT) e em seguida as críticas de Paulo Vitor da Silva (PP). Ambos os projetos foram aprovados por unanimidade.

DSC02506

 

COMPARTILHAR

Comentários