*Problemas colocam em risco a segurança dos passageiros e danos ao meio ambiente, por isto serviço foi paralisado

Vazamento de combustível no motor, problema no bico da bomba injetora, balsas salvas vidas com redes danificadas, coletes salva vidas em mal estado de conservação, luzes de navegação com defeito. Estes foram os motivos, que fizeram com que Oficiais da Capitania dos Portos de Santos, interditassem a Balsa do Pontalete, que faz a travessia do Lago de Furnas, entre o distrito trespontano e as cidades de Paraguaçu e Elói Mendes.

A equipe veio fazer vistoria das embarcações neste domingo (14) e as 18 horas constatou as irregularidades, quando a Balsa estava atracada em Paraguaçu. Os problemas colocam em risco a segurança dos passageiros e danos ao meio ambiente.

De acordo com o Marinheiro Fluvial de Convés José Benedito Bárbara Filho “Ditinho”, os oficiais ainda foram compreensivos e permitiu que os turistas que ele havia atravessado para o Pontalete, retornassem com ele, evitando assim que os visitantes tivessem que fazer o trajeto pela rodovia em direção aos seus destinos. Porém, Ditinho teve que retornar ao Pontalete onde mora, de canoa.

Os oficiais deixaram a notificação com o Marinheiro Ditinho, que logo cedo tratou de levar até a Prefeitura de Três Pontas, que tem a concessão do serviço, para que providências sejam tomadas e a balsa volte a navegar.

Segundo Ditinho, a Prefeitura irá repassar a relação dos problemas a Furnas Centrais Elétricas, que precisa enviar um mecânico e eletricista para fazer os reparos e a manutenção necessária. Assim, em seguida, uma nova vistoria precisa ser feita para que a embarcação seja liberada. Ditinho acredita que os serviços sejam feitos já nos próximos dias e depois é preciso aguardar a Capitania dos Portos, que precisa enviar a equipe de Santos (SP), responsável pela jurisdição de Furnas.

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura, respondeu ao site Sintonizeaqui, que cópia do laudo de vistorias trazida pelo servidor já foi enviada a Furnas, que se comprometeu a regularizar a situação até sexta-feira (19) para que no sábado (20) a balsa já esteja novamente disponível à população.

Festa para o retorno do serviço

O retorno do funcionamento da Balsa era tido como prioridade da Administração do prefeito Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias (PSD), depois que no mandato do ex-prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), a balsa parou e gerou muitas críticas, principalmente da oposição.

Em 25 de fevereiro deste ano, a nova gestão fez uma festa com direito a descerramento de placa, fogos de artifícios e até a apresentação da Orquestra Sinfônica de Três Pontas. Com o retorno do serviço, uma importante ligação entre os municípios de Três Pontas, Paraguaçu e Elói Mendes foi refeita, mas que durou pouco mais de três meses.

Movimento cresceu com a Balsa

O movimento de turistas no Distrito do Pontalete cresceu, após o retorno da Balsa em fevereiro. Aos fins de semana e feriado, segundo o marinheiro José Benedito, ele chega a transportar 70 veículos. Durante a semana, o número é bem menor, porém, alguns apanhadores de café que residem no Distrito utilizam a balsa para trabalhar em Paraguaçu.

COMPARTILHAR

Comentários