Um comerciante está indignado com a bandidagem que está agindo em um sítio na zona rural de Três Pontas.

O senhor Carlos Roberto de Lima veio de São Paulo (SP), em busca da tranquilidade do interior que ele não encontrou, no Sítio Santa Maria. A cerca de 10 dias ele havia sido assaltado e foi levado junto com a esposa pelos bandidos como reféns. Decidido a morar na cidade, ele havia alugado uma casa no Centro e estava com a mudança pronta e tudo arrumado. Mas os criminosos chegaram antes.

Enquanto estava resolvendo as últimas questões, fizeram a limpa no bar que ele aluga e na casa que fica nos fundos do estabelecimento. Uma das portas foi arrombada e levaram quase tudo que viram pela frente. A quantidade de coisas levada impressiona. Fogão industrial, geladeira, batedeira, liquidificador, sanduicheira,  pipoqueira e churrasqueira elétricas, ventilador, climatizador, botijões de gás, forno elétrico, microondas, roupas de toda a família, roupas de cama, copos, pratos, jarras, panelas, alimentos e seis engradados de bebidas. O pouco que ficou, Carlos levou para a nova casa, para tentar recomeçar. A suspeita do casal é que a dupla que o assaltou no dia 06 de janeiro tenha voltado.

Quando o casal chegou para pegar a mudança, encontrou tudo revirado no bar e na casa onde eles moravam
Quando o casal chegou para pegar a mudança, encontrou tudo revirado no bar e na casa onde eles moravam

Na primeira vez, tocaram terror no casal

Era noite de quarta-feira e o casal preparava para fechar o estabelecimento, na região do Santa Maria. O último cliente estava indo embora quase as 8 da noite. Quando dois bandidos chegaram armados e com os rostos cobertos e exigiram que o próprio casal colocasse no carro das vítimas, TV, roteador, câmera digital, caixa de cerveja, celular, 50 quilos de carne e R$150 em dinheiro. Mesmo com os produtos no veículo, eles obrigaram as vítimas a entrarem no automóvel com eles. Um foi dirigindo e o outro acompanhou em uma moto. A motocicleta foi abandonada cerca de 50 metros a frente e a dupla seguiu no carro com o casal, pela estrada que dá acesso ao Distrito de Córrego do Ouro em Campos Gerais. Perto de uma fazenda, eles pararam próximo a um cafezal e desceram. Um ficou vigiando e o outro com saiu com o carro para dar destino aos produtos roubados. Cerca de 15 minutos depois, o outro voltou. Eles pegaram o casal e deixaram na estrada principal. Antes de irem embora e abandonar o carro das vítimas fizeram ameaças. Que se eles chamassem registrassem o boletim de ocorrências ou chamassem a Polícia, eles voltariam e iriam mata-los. Ao fugirem, efetuarem um disparo, provavelmente para o alto. Em nenhum dos casos ninguém foi preso.

De acordo com os donos da propriedade, já existem registrados cinco boletins de ocorrências nesta região, mas não nenhuma resposta da polícia quanto aos criminosos.

COMPARTILHAR

Comentários