Atração principal, Almir Sater emocionou com suas canções. Depois teve Wallace e Rafael e o lançamento da revista PRADO 

A noite da 17ª Festa de Confraternização Empresarial da Associação Comercial e Industrial de Três Pontas (ACAI-TP), foi mesmo especial. Nos últimos dias, na cidade só se falava do evento, que trouxe novidades na atração principal, o show do ator, cantor, compositor e violeiro Almir Sater. O som sertanejo atraiu centenas de pessoas ao Clube de Campo Catumbi (CCC), na organização assinada pelo Buffet Samambaia, que contou ainda com o lançamento da revista Prado, do colunista social Paulo Prado e a noite foi encerrada pelos meninos Wallace e Rafael. A revista é a mais recente novidade da comunicação, terá veiculação bimestral. A primeira edição traz na capa a jovem empresária Letícia Garcia, do Clube da Casa Miari & Cia. O colunista Paulo Alberto Prado Ribeiro, demonstrou felicidade e sensação de missão cumprida, ao realizar um sonho. “Batalhamos muito que ela saísse do forno recheada de muito conteúdo e informação para você, querido leitor, formador de opinião e consumidor, de olho nas novidades do mercado”, expressou o empreendedor no seu primeiro Editorial.

As homenagens às personalidades que se destacaram no setor empresarial e comercial foram entregues pelo presidente da ACAI Michel Renan Simão Castro, ao presidente da Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas, Francisco Miranda de Figueiredo Filho e Antônio Lúcio Gomes Santos Júnior da Terra Café, ambos Empresário do Ano e Empresário Revelação de 2015, respectivamente.

Criado em 1994, o Mérito Empresarial representa o reconhecimento de um trabalho, do empreendedorismo e da contribuição de pessoas com sua determinação, talento e dedicação tem contribuído para o desenvolvimento econômico e crescimento de Três Pontas. Francisco já havia recebido em Poços de Caldas no Palace Hotel em 30 de outubro o diploma da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais.

Almir Sater cantou seus grandes sucessos
Almir Sater cantou seus grandes sucessos

A Cocatrel entrou em operação em 18 de julho de 1961 e completou em 2015, 54 anos de fundação. É a segunda maior cooperativa do setor no país, reunindo mais de 4.600 produtores rurais associados, em cerca de 60 municípios, gerando mais de 400 empregos diretos. Além de ter sua matriz na cidade de Três Pontas, a Cocatrel possui filiais da loja de insumos e armazéns em Santana da Vargem, Coqueiral, Nepomuceno e Carmo da Cachoeira. Apesar de ter o café como produto principal, a produção de laticínios é outra importante atividade da cooperativa. A linha de produtos com a marca Cocatrel, que conta com diferentes tipos de queijos, manteiga, requeijão, iogurtes, leite pasteurizado e doce de leite, tem mercado garantido graças ao seu alto padrão. Por estas e tantas outras razões, a Cooperativa se impõe com uma organização que desfruta de solidez e credibilidade.

O presidente desde 1997 é o engenheiro civil Francisco Miranda. Ele atuou como vereador na Câmara Municipal de Três Pontas durante três mandatos, foi diretor do Conselho Nacional do Café, atualmente é membro do Conselho Diretor, representante titular da produção no Conselho Deliberativo da Polícia do Café (CDPC), membro do Conselho de Administração do SESCOOP/OCEM, além de compor a Comissão Técnica de Café da FAEMG.

Antônio Lúcio Gomes Santos Júnior, o Empresário Revelação 2015, é natural de Barretos (SP). Formado em Engenharia Agronômica, possui MBA em Finanças e Comércio Exterior. Chegou em Três Pontas em dezembro de 1995 para trabalhar como engenheiro e após dois anos fundou a Terra Café, em abril de 1998. Em 2013 encerrou sua atividade de comercialização de insumos agrícolas e começou uma outra. Investiu e trouxe a LS Tractor para Três Pontas, se transformado na primeira concessionária de tratores do Município.

Um ano diferente e homenagens merecidas

Dirigir uma entidade não é função fácil, é preciso empreender, acima de tudo conhecer e se superar. No ano em que a crise atingiu seu ápice, Michel Renan revelou detalhes de 2015 que atingiu o Brasil e fez a ACAI diminuir o ritmo de cursos e eventos realizados. Mesmo assim, a participação dos trespontanos foi significativa, sendo preparadas para o mercado de trabalho, sem deixar de amparar e prestar serviços aos associados.

Como destaque, lembrou da vinda da Carreta do SENAC que beneficiou profissionais da rede hoteleira e do turismo, beneficiando a nova realidade que o Município ganha com a beatificação de Padre Victor.

Nem tudo são flores e um insucesso foi registrado, que o presidente também lembrou, uma tentativa de criar um projeto piloto que poderia prosperar e crescer, mas que certamente não vai será apostado novamente. Foi a tentativa de instalar a Praça de Alimentação na Festa do Padre Victor, em setembro. O resultado foi longe o que se esperava.

01 este“Temos a hombridade de dizer que erramos, mas que tentamos. Arcamos com o erro e aprendemos com os erros e acertos”, afirmou Michel Renan.

Sobre os homenageados, o presidente ficou a vontade aos falar dos amigos. Começou falando do Lúcio Gomes. Ele recordou quando ele chegou na cidade e demonstrou o seu grande potencial. Por isto, para ele, o Lúcio da Terra Café como é conhecido, tinha que ser homenageado outras vezes por tudo que faz pela Cidade e sua coragem de mudar o perfil da sua empresa.

Um professor. Assim, Michel define o companheiro Francisco. “A cada dia eu aprendo a te admirar mais”, acrescentou. As palavras de agradecimento, foram também aos diretores Jorge e Marquinhos que estão a frente da Cocatrel. Este último que trouxe uma experiência do setor privado, capaz de dar uma nova cara à cooperativa, sem perder sua identidade. “Temos que ter orgulho em dizer que a cidade tem uma cooperativa como esta, que impulsiona tanto a nossa economia”, considera.

clique nas imagens para ampliá-las

COMPARTILHAR

Comentários