Desfile das equipes participantes da Copa do Trabalhador de 2018. Fotos: Equipe Positiva

 

Ao todo 50 equipes disputam o título em quatro categorias

A Prefeitura de Três Pontas abriu oficialmente no Ginásio Poliesportivo Governador Aureliano Chaves de Mendonça, na noite desta sexta-feira (27), a 27ª edição da Copa Futsal do Trabalhador, Taça Carlos César Mendonça Brito “Capi”.

A cerimônia foi marcada por várias homenagens feitas pela Secretaria Municipal de Esportes, que organiza o campeonato, o maior da cidade e um dos maiores do Sul de Minas e reune milhares de atletas separados por 50 equipes de empresas, nas categorias infantil, mirim, juvenil e adulto.

O prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB), o vice presidente da Câmara Donizetti Benício Baldansi (PSL), o secretário municipal de Esportes João Batista Rabello, o homenageado Capi hastearam as bandeiras do Brasil, do estado de Minas Gerais, do Município e a bandeira olímpica, no pavilhão do Ginásio Poliesportivo. Os atletas já ocupavam a quadra de jogo pela primeira vez e acompanharam a execução do Hino Nacional Brasileiro, feita pelos músicos do Conservatório Municipal de Música Heitor Villa Lobos, Wander Scalioni e Beto Maciel.

Homenagens

A Secretaria de Esportes prestou algumas homenagens em forma de agradecimento. Começou pela família de Hélvio de Paula Vitor, o Faruque, que faleceu aos 39 anos em 22 de fevereiro deste ano. Ele era presença constante no Ginásio, nos campeonatos realizados no município e um apaixonado pelo Três Pontas Atlético Clube (TAC), tanto é que fazia sempre questão de viajar com o clube para ajudar a comissão técnica e dar o seu apoio.

Outra personalidade do esporte homenageada foi Rosane Mesquita Miranda Branquinho. Trabalhou na Secretaria como técnica de esporte de handebol e voleibol por 30 anos, desde 1988 e se aposentou a cerca de um mês. Com muita dedicação, conquistou vários títulos e marcou uma enorme geração.

O padre Rogério Augusto da Silva, pároco da Paróquia Cristo Redentor também foi congratulado com uma placa. O sacerdote que nasceu em Carmo da Cachoeira e desde muito cedo foi incentivado pelo pai, Seo Luiz Raimundo. Disputou diversos campeonatos municipais de futebol e de atletismo na sua cidade e fora dela e foi vitorioso na maioria deles. Em 2007, ordenou-se padre e continuou dedicando ao futebol e ao ciclismo. Tanto é que participa de trilhas e realiza viagens à Aparecida, joga todos os sábados e criou em Três Pontas as Troladas.

Capi, seus familiares e autoridades

O ex atleta Carlos César “Capi”, que empresta seu nome à competição desta temporada foi homenageado e ladeado pelos seus familiares se emocionou a ouvir sua trajetória contada pelo mestre de cerimônia Milton Gama.

Capi está com 56 anos, é casado com Selene Regina há 28 anos, pai de duas filhas, Caroline e Beatriz. A primeira acaba de se formar em educação física e Beatriz ex jogadora de vôlei treve a tão sonha convocação para a Seleção Mineira e Brasileira. Desde aos 8 anos de idade, por influência do seu pai, Capi integrou o mundo do esporte, competindo natação pelo Trespontano Olímpico Clube (TOC) e depois integrou o futebol de salão e de campo da cidade. Foi três vezes campeão no futebol de campo municipal e uma vez venceu a Copa do Trabalhador, entre outras conquistas.

Depois de passar por vários procedimentos cirúrgicos no joelho sem sucesso, a última foi colocada uma prótese e Capi foi forçado a abandonar o esporte contra a sua vontade. Hoje ele trabalha na farmácia da Cocatrel, se dedica a contar histórias da sua época, revendo títulos e coleciona fotos e o mais importante – muitos amigos.

Por fim, o atleta Eduardo Augusto “Dú do Bié”, conduziu a carregou e acendeu a tocha, deu a volta olímpica e fez o juramento. Nas palavras repetidas pelos competidores, todos eles juraram disputar a Copa com dignidadade e lealdade, acatando as decisões da arbitragem, respeitando as regras e o regulamento da competição.

Dú, atua na Copa do Trabalhador desde os 16 anos de idade. Na primeira vez, teve a honra de atuar ao lado do seu pai, o Bié, que na ocasião era goleiro da equipe. Foi quatro vezes vice campeão, três vezes campeão, tri campeão do torneio de futebol soçaite em Itanhaém, foi campeão da Copa Alterosa de Futsal, jogou também nas categorias de base do TAC, Ponte Alta e passou pelo Atlético Mineiro. Representou Três Pontas no JIMI, Taça EPTV e no Campeonato Mineiro.

Apresentações
Como acontece todos os anos, apresentações artísticas fizeram parte da solenidade de abertura da Copa do Trabalhador. O grupo de hip hop da Academia Espaço Vital e da entidade Padre Wallace dançaram no centro da quadra.

A competição
Os jogos acontecem no Ginásio Poliesportivo de segunda a sexta-feira de 18h30 as 22h30. A previsão é que a competição termine no máximo em dois meses.

COMPARTILHAR

Comentários