O que era dado como certo, foi oficializado na noite desta sexta-feira (05), pelo deputado estadual Mário Henrique “Caixa” (PV). A dobradinha entre o atual prefeito Paulo Luis Rabello e o ex gestor Tadeu José de Mendonça, se confirmada pela Justiça Eleitoral, é a chapa da situação para a disputa das Eleições de 02 de outubro, para o mandato de 2017/2020. Eles são do Partido Popular Socialista (PPS) e do Partido Verde (PV), que encabeçam a Coligação “A Mudança Já Começou” formada por outras 8 siglas – PSDB, PDT, PP, PR, DEM, PTN, PSB e PTB.

A cerimônia de lançamento da candidatura foi simples, realizada no Verdes Eventos, com a presença dos pré candidatos a vereadores, presidentes e filiados dos partidos aliados, correligionários e apoiadores. O ato foi rápido e sem muito protocolo. Primeiro, falaram os presidentes dos partidos políticos, que defenderam a dobradinha, reforçaram a importância dela e enfatizaram as qualidades individuais de Paulo e Tadeu para administrarem Três Pontas nos próximos quatro anos, se vencerem a disputa pela Prefeitura Municipal.

Os presidentes dos partidos que formam a coligação da chapa de Paulo Luis e Tadeu Mendonça
Os presidentes dos partidos que formam a coligação da chapa de Paulo Luis e Tadeu Mendonça

Em seguida, o atual vice prefeito Érik dos Reis Roberto (PSDB), que é pré candidato a vereador falou e foi muito aplaudido ao mais uma vez enfatizar que está com Paulo Luis, Tadeu e Caixa e que será mais um soldado na batalha pelo voto, a favor da continuação da mudança que começou em janeiro de 2013.

O candidato a vice prefeito Tadeu Mendonça falou do momento político que vive o Brasil e da procura pela moralidade, que parece ser uma característica cada vez mais rara. É por encontrar a responsabilidade em administrar em Paulo Luis é que aceitou o desafio de ser seu vice. Na visão de Tadeu, administrar Três Pontas não é comum. O Município é famoso por ter sido alvo de comentário do Papa Francisco durante 17 minutos, ao falar da beatificação de Padre Victor, por ser a terra de Milton Nascimento de Wagner Tiso, de Aureliano Chaves, analisa o pré candidato a vice. Por estes e tantos outros motivos é que Tadeu acredita que quem administra Três Pontas precisa ter juízo e qualidades que traz Paulo Luis. Sem falar na crise que afetou diversas prefeituras, mas que não afetou o Município por causa da organização de seu atual gestor.

“O Caixa é a ponte que liga Três Pontas ao futuro” – TADEU MENDONÇA

Ele também comentou que estava disposto a parar, mas foi convencido a voltar a disputar uma Eleição pelo PV, quando esteve com o deputado estadual Mário Henrique Caixa (PV). Ao parlamentar, o afilhado político disse que “Caixa é a ponte que liga Três Pontas ao futuro. Já demonstrou que tem competência, inteligência e ideal de servir a cidade e os trespontanos”, destacou Tadeu Mendonça. Reforçando a necessidade de eleger gente daqui para Três Pontas seguir mudando, ele concluiu que está junto e pronto para a luta.

“As nossas marcas ficam para o futuro e hoje talvez não sejam lembradas” - PAULO LUIS RABELLO
“As nossas marcas ficam para o futuro e hoje talvez não sejam lembradas” – PAULO LUIS RABELLO

Desta vez, Paulo Luis não foi o último a falar. Ele antecedeu o discurso do deputado Caixa e foi interrompido algumas vezes por aplausos. O prefeito que vai disputar a sua quarta eleição para Chefe do Executivo, anunciou que aquele momento era uma celebração que vai ficar para a história. Ele afirmou que juntos, ele e Tadeu tem muito a apresentar e fazer pela Cidade. Elogiou o companheiro e lembrou de obras feitas durante o seu mandato como prefeito, como o SESI, as escolas Nilda Rabelo Reis (Caic), José Vieira Mendonça (Escola Agrícola), Ferracioli Duarte e a vinda da Penalty. “As nossas marcas ficam para o futuro e hoje talvez não sejam lembradas”, disse. Porém, ambos cometeram os mesmos erros, pecaram em não fazer publicidade das administrações, aponta Paulo Luis.

Neste mandato, o prefeito afirma que deixou de gastar R$1 milhão em propaganda, para investir a mesma quantia na construção de uma Escola, a Edna de Abreu, no bairro Santa Edwirges. Criticando a ex prefeita Luciana Mendonça, sem citar seu nome, Paulo Luis também lembrou que ele e Érik não vão a casamento de artista famoso com dinheiro público, porque são pessoas que tiveram berço.

Concluiu sua fala, destacando o apoio político que recebeu durante estes quatro anos de Mário Caixa, que prioriza Três Pontas e sabe retribuir os votos que recebeu.

O último a falar foi o deputado Caixa que ficou a vontade no microfone, para primeiro anunciar que não vai mais disputar a Prefeitura de Belo Horizonte e que vai apoiar por gratidão e lógica Alexandre Kalil, presidente do Atlético, o seu time.

“Eu tinha que escolher, um prefeito que é de Três Pontas, um vice que é de Três Pontas para ter o apoio de um deputado que é de Três Pontas”. DEPUTADO MÁRIO CAIXA
“Eu tinha que escolher, um prefeito que é de Três Pontas, um vice que é de Três Pontas para ter o apoio de um deputado que é de Três Pontas”. DEPUTADO MÁRIO CAIXA

Se referindo a política trespontana, desde que assumiu o mandato na Assembleia Legislativa, Caixa nunca escondeu que participaria ativamente das Eleições em sua terra natal. Sentia que por causa dos 16 mil votos que o fizeram majoritário na sua terra, não seria confortável ficar em cima do muro. Começou a procurar um nome mais apropriado, que teria fôlego para chegar até o fim, quando já havia os dois definidos – Dr. Luiz Roberto e Paulo Luis.

Ao trabalhar sua pré candidatura ao pleito da Capital, se afastou um pouco e as conversas partiram para a junção com Paulo Luis, com quem esteve junto, disponibilizando recursos neste seu mandato e lutando por suas causas. Chegou a conclusão que teria que escolher, um prefeito que é de Três Pontas, um vice que é de Três Pontas para ter o apoio de um deputado que é de Três Pontas.

Chegou ao Tadeu por ser um homem de história, que disputou os pleitos de deputado estadual e federal, foi prefeito e mesmo afastado da política, o deputado revelou que foi quem mais visitou seu gabinete em Belo Horizonte, com projetos que ele sonha em realizar.

Ele repetiu o compromisso que fez com seus eleitores, de continuar batalhando pelos seus conterrâneos, no novo mandato que vai se iniciar, com “os dois cabeças brancas” na Prefeitura, brincou.

Em seguida, Caixa pediu aplausos ao vice prefeito Érik dos Reis pela atitude nobre que teve, de abrir mão da disputa para que Paulo Luis juntasse forças com Tadeu Mendonça.

Mário se comprometeu a estar sempre em Três Pontas durante o pleito e declarou que seu perfil em campanhas é enfatizar as qualidades dos seus candidatos.

06

COMPARTILHAR

Comentários