*Preocupação é que em abril é sempre mês de pico por causa da multiplicação do mosquito Aedes aegypti

O número de casos suspeitos de Dengue em Três Pontas disparou nos últimos e chama a atenção do Serviço de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.

De 1º de janeiro a 29 de março, foram 77 notificações de casos suspeitos de Dengue, Zika Vírus e Chikungunya e 18 foram confirmados através de exames.

Em fevereiro foram 18 casos suspeitos e em março este número subiu para 34, sendo a maioria registrada nos últimos 15 dias. A concentração deles foi maior no bairro Botafogo, porém, não há uma justificativa para isto.

De acordo com o médico veterinário do Serviço de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde Marcelo de Figueiredo Gomes (foto), é de se esperar um aumento nos casos em março e ainda maior no mês de abril, em função da multiplicação do mosquito Aedes aegypti no período chuvoso.

Um dos motivos é que Carnaval e no período de férias, as pessoas viajam e tem contato com o vírus em outros municípios e se contaminam.

As medidas adotadas nos casos suspeitos é realizar o fumacê costal, fazendo assim o bloqueio de possíveis casos suspeitos. “Sempre que a gente está fazendo um fumacê em determinada localidade é porque ali existe um caso suspeito de Dengue”, revelou Marcelo.

Em 2016, foram mais de 1.000 casos confirmados de Dengue em Três Pontas e 300 de Zika. Dois foram de Chikungunya.

Marcelo Figueiredo alerta que a população precisa se conscientizar e não deixar de ser mobilizar combatendo o mosquito para evitar que a doença se alastre. “Verificar se tem água acumulada no quintal de casa, precisa se tornar hábito diário dos moradores”, reforçou.

COMPARTILHAR

Comentários