A Polícia Militar prendeu na madrugada desta quinta-feira (01), dois homens de Três Pontas que são acusados de terem forjado um assalto na cidade de Campanha.

A prisão aconteceu depois que o motorista Thiago Vitor Reis chamou a polícia na BR 491, próximo a Wallita, para informar que estava com seu caminhão carregado de macarrão entre as cidades de Campanha e Conceição Rio Verde, quando foi assaltado por dois homens armados. O caminhão foi carregado em Machado e seguia para o Rio de Janeiro, onde os produtos seriam entregues. A versão do motorista era de que ele teria sido deixado pelos bandidos neste local. A PM fez contato com uma guarnição da Polícia Rodoviária que encontrou o caminhão abandonado, vazio e sem carga na Rodovia Vital Brasil 357.

Porém, ao ouvir uma testemunha a polícia descobriu que tudo era uma farsa. Durante o trajeto, o motorista deixou a carga em Três Pontas com um comparsa para forjar o roubo e abandonou o caminhão na rodovia. A testemunha teria visto quando o condutor saiu sem ser anunciado assalto algum e entrou em uma caminhonete retornando para a cidade. Diante das evidências e ao entrar em contradição, o rapaz confessou que eles haviam forjado o assalto para furtar a carga de 11 mil quilos que macarrão.

Como funcionou o esquema

Thiago Vitor confessou que ao sair para o Rio de Janeiro, pegou a rodovia sentido Três Pontas até no trevo, onde Márcio Leandro de Souza Correa de 41 anos e seu filho de 22 anos pegaram o veículo e descarregaram em um galpão. Duas horas depois, eles retornaram com o caminhão vazio. Foi ai que ele fingiu à PM que havia sido assaltado.

A PM deslocou para Três Pontas e ao encontrar com Márcio Corrêa no bairro Antônio de Brito, ele negou qualquer participação no crime, que não sabia onde seria o galpão e que desconhecia o dono do imóvel, que é proprietário de um supermercado no bairro Ponte Alta. Porém, o motorista reconheceu que tinha passado o caminhão para Márcio.

Os policiais fizeram contato com o dono do barracão que estava viajando, mas seu filho foi até o local e lá a carga foi toda encontrada. O comerciante afirmou que o local está alugado.

Márcio Leandro e Thiago Vitor foram presos em flagrante e levados para a Delegacia de Polícia Civil e depois foram encaminhados para o Presídio de Varginha.

A carga está avaliada em R$43 mil. O caminhão foi apreendido.

suspeito-marcio
Foto: Arquivo

Dinho “Gordo” já foi preso por receptação

Está não é a primeira vez que Márcio Corrêa (foto) foi preso. Ele é acusado de comprar alimentos e materiais que tinham sido furtados de uma creche no bairro Antônio de Brito onde ele mora. O crime aconteceu em março deste ano, chamou a atenção dos trespontanos e ganhou destaque na imprensa do Sul de Minas.

Dois homens teriam entrado de madrugada no Centro Municipal de Educação Infantil Dona Jacyra de Figueiredo Murad  durante a madrugada e furtado televisores, Dvd’s, impressoras, computadores, panelas, caixa de som, aparelhos de som portáteis, dinheiro, carne e até 60 kg feijão que seriam servidos no almoço às crianças. No início da tarde, dois homens foram presos no bairro Vila Marilena, confessaram o crime e informaram que haviam vendido tudo por R$500 a Dinho “Gordo”, que mora na rua do fundo do estabelecimento educacional. Os três foram presos, mas Dinho acabou solto após pagar fiança.

Foto: Arquivo - Equipe Positiva
Foto: Arquivo – Equipe Positiva
COMPARTILHAR

Comentários