Os vereadores como toda semana, fizeram várias manifestações durante o Pequeno Expediente desta segunda-feira (13).

O legislador a abrir o microfone foi José Henrique Portugal (PMDB), que solicitou o envio de ofício ao Departamento Municipal de Trânsito pedindo a regulamentação do transito nas proximidades da Escola Peixinho Vermelho. Nos horários de entrada e saída das crianças, motoristas precisam parar de qualquer jeito e acabam sendo multados.

Como faltou a sessão da semana passada, Portugal, destacou o resultado das Eleições e ressaltou que é preciso agora caminhar de mãos dadas, saber aceitar as vitórias e derrotas, deixando vaidades de lado e trabalhar em prol da população que espera muito dos eleitos para o mandato 2015-2018. Ao falar das necessidades do povo, lembrou de novo da construção da terceira pista na MG 167, entre Três Pontas e Varginha, como prioridade.

O vereador Antônio Carlos de Lima (PSD), levou ao conhecimento de todos, através da Tribuna da Câmara que as estradas da zona rural estão ruins. Além de prejudicar a população, a própria Secretaria de Educação está gastando com ônibus que estão estragando diariamente e soltando os pneus, colocando em risco a vida de crianças.

Entre tantas reclamações que faz da Secretaria de Saúde, ele contou que procurou o Laboratório Municipal para marcar um exame para uma senhora de 84 anos e lá soube que não há material para fazer o procedimento. Em resposta as manifestações feitas pelo prefeito Paulo Luis Rabello, Antônio acrescentou que o gestor vem falando bobagens, quando disse que os vereadores que votam contra os projetos, estão contra o povo. “Não dá para votar em aumento do IPTU e a criação da Taxa de Vigilância. Votar favorável é empurrar ‘guela’ abaixo, sabendo que é para manter os cargos de confiança na Prefeitura.

Ele terminou questionando o que falta para que a Administração nomeie um secretário de Esportes. A situação está caótica e faltam incentivo e a promoção de eventos está deixando a desejar. Antônio citou o Estádio Ítalo Tomagnini, que segundo ele está abandonado, mas esqueceu que o espaço é administrado pelo Três Pontas Atlético Clube, o TAC.

Francisco Fabiano Diniz, o professor Popó, continuou as críticas diante da falta de respostas a vários ofícios que enviou para a Vigilância Sanitária. Foram pelo menos 3 questionando o controle das castrações que estão sendo feitas por uma médica veterinária contratada. Popó, defensor dos animais, perguntou se “será se as cadelas estão tomando hormônio para dar tanta cria, porque não estou vendo resultado do trabalho que está sendo realizado”, ponderou o vereador.

O vereador Francisco Botrel Azarias (PT), usou todo o seu tempo para fazer um comparativo dos mandatos de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e os 12 anos que o Partido dos Trabalhadores está gerindo os destinos da nação. Como o PT é minoria na Câmara e a maioria pertence e torce aos partidos aliados de Aécio Neves, vereadores ‘chiaram’ contra o uso da Tribuna para a divulgação.

O vice presidente da Câmara Luis Carlos da Silva (PPS), voltou a falar sobre as acusações feitas pelo vereador Antônio do Lázaro, sobre a distribuição de panfletos no período eleitoral. De acordo com Luisinho, não há nada provado da autoria da distribuição do material.

COMPARTILHAR

Comentários