A Polícia Militar foi acionada na tarde desta quinta-feira (07), para verificar uma denúncia que não é comum nesta época do ano.

O Ministério Público chamou a PM depois que recebeu informações de que um pré candidato a vereador, estaria aliciando jovens que vão votar pela primeira vez e outros que precisavam transferir o título para Santana da Vargem. Rinaldo Figueiredo Tavares de 48 anos, conhecido por Gugu, é acusado de contratar uma Van para transportar 12 pessoas, de Santana da Vargem, a maioria deles jovens, até a sede da Comarca – Três Pontas para conseguir o documento. Ele estaria pagando R$10 por cada eleitor a ser levado até o Cartório Eleitoral. As pessoas são das comunidades rurais do Cajuru e Peão – e algumas da cidade.

De acordo com a polícia, quando as viaturas chegaram ao Cartório Eleitoral, todos os eleitores já lá aguardavam para serem atendidos.  Ao constatar o caso, o motorista, o pré candidato que estava junto e os eleitores foram conduzidos até a sede do Ministério Público, que fica praticamente em frente ao prédio do eleitoral. Lá, os aliciados foram ouvidos pela Promotoria de justiça e em seguida liberados.

Todos os envolvidos foram ouvidos na sede do MP e em seguida liberados
Todos os envolvidos foram ouvidos na sede do MP e em seguida liberados

O pré candidato que já disputou uma vaga no Poder Legislativo outras vezes, concorreu em 2012, pelo PSC e obteve apenas 37 votos. Ele acabou preso, juntamente com o dono da van que transportava os eleitores. Cada um deles pagou fiança de R$1 mil e foram liberados. Eles responderão pelo crime em liberdade. A Van utilizada no transporte foi apreendida.

O caso agora será investigado pela Promotoria de Justiça. Quando a Equipe Positiva chegou e foi fotografar o movimento na sede do MP, todos os conduzidos entraram para dentro do prédio, inclusive o suposto aliciador que estava na Van e aguardava para ser ouvido. Ninguém quis comentar o assunto.

COMPARTILHAR

Comentários