Orisel foi recebida no gabinete do prefeito. Na foto, o diretor da UBS Luiz Donizetti Ferreira, Dra. Orisel Aguilar, Vitor Elói, a secretária de saúde Jorgelane Talma e o coordenador do Centro Odontológico Márcio Ávila de Abreu

* Orisel Aguilar Dita de 32 anos é de Cuba e está conhecendo Santana da Vargem onde irá atuar por três anos

 

Denis Pereira – A Voz da Notícia

Santana da Vargem é a quarta cidade do Sul de Minas Gerais a receber profissionais dentro do Programa Mais Médicos do Governo Federal. Depois de Poços de Caldas, Passos e Itajubá, o município vargense com pouco mais de 7 mil habitantes recebeu nesta quinta-feira (13), a cubana Orisel Aguilar Dita de 32 anos. Ela estava em Brasília a cerca de 30 dias onde passou por cursos. Há uma semana estava hospedada em Belo Horizonte onde a Secretaria de Saúde foi buscá-la. Ela chegou e junto com a secretária de Saúde Santana da Vargem Jorgelane Talma Caires está conhecendo toda a estrutura da cidade, principalmente na área da saúde, a Unidade Básica de Saúde (UBS) e o Programa Saúde da Família, onde ela irá atuar nos próximos três anos.

Depois de experimentar um cafezinho no gabinete do prefeito Vitor Elói (PT), eles foram até a Câmara Municipal e na sede do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), onde almoçaram. Segundo a médica cubana, ela é generalista e tem especializações em várias áreas, como é feito em Cuba.

Esta não é a primeira vez que a doutora Orisel sai do seu país para trabalhar. Antes do Brasil, ela esteve três anos atuando na Venezuela. Neste primeiro momento, ela está conhecendo como funciona os atendimentos feitos nas unidades de saúde, acompanhando consultas e procedimentos e também vai ajudar identificando os problemas enfrentados.

“Sem dúvida é uma grande conquista para todos os vargenses, pois estamos nos inscrevendo e pleiteando um profissional deste Programa do Governo Federal desde o início. Graças ao empenho do nosso prefeito Vitor Elói estamos hoje recebendo mais uma ajuda da presidente Dilma”, disse a secretária de Saúde Jorgelane Talma. Ainda segundo ela, a medicina em Cuba é avançada tanto que é onde se formam os melhores profissionais e o PSF também existe lá no país da médica, o que a permite atuar em qualquer área.

Orisel Dita veio sozinha, mas deixou tem dois filhos e está se adaptando e espera suprir as expectativas. “Espero ajudar a população, pois para mim já está sendo uma experiência muito boa”, diz.

Para o prefeito Vitor Elói o Governo Federal demonstra ser sensível aos problemas dos municípios. Um dos maiores é a questão da saúde que preocupa os gestores. Apesar de procurar profissionais médicos, eles estão cada vez mais longe do interior, principalmente das cidades de pequeno porte como Santana da Vargem. “Estamos ganhando uma profissional, economizando R$10 mil ao mês. É muito gratificante para nós receber esta atenção do Governo Federal”, afirmou o gestor.

Mais Médicos

O Programa Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais.

Com a convocação de médicos para atuar na atenção básica de municípios, o Governo Federal garantirá mais médicos, melhorando e ampliando o atendimento a população brasileira. As vagas são oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros, interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais. No caso do não preenchimento de todas as vagas, o Brasil está aceitando candidaturas de estrangeiros, com a intenção de resolver esse problema, que é emergencial para o país.

Hoje, o Brasil possui 1,8 médicos por mil habitantes. Esse índice é menor do que em outros países, como a Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4). Além da carência dos profissionais, o Brasil sofre com uma distribuição desigual de médicos nas regiões – 22 estados possuem número de médicos abaixo da média nacional.

Após deixar a prefeitura, a médica conheceu a Câmara e os vereadores desta legislatura
As crianças atendidas pelo PETI e as monitoras receberam a nova médica

 

COMPARTILHAR

Comentários