O Poder Executivo vetou o projeto de lei que ele mesmo fez, para regularizar a questão do pagamento das horas extras e foi aprovado por unanimidade. O vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS), que fez uma emenda possibilitando que os servidores já recebessem no fim do mês, pelas horas a mais trabalhadas, não entende porque o Veto foi apresentado, mas acredita que seja por ter sido ele quem apresentou a emenda.

O Veto deve entrar na pauta de votações na sessão ordinária desta quinta-feira (04), as 18:30, no Plenário Presidente Tancredo Neves.

Assista a reportagem

 

COMPARTILHAR

Comentários