Os vereadores da Câmara Municipal de Três Pontas aprovaram quatro projetos importantes na sessão ordinária desta segunda-feira (22). O vice presidente Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD), se ausentou da Mesa Diretora e sua cadeira foi ocupada por um colega de partido, o vereador Geraldo José Prado (Coelho).

Antes da pauta, os legisladores abordaram temas importantes no Pequeno Expediente. Começando por Sérgio Eugênio Silva (PPS), que se preocupou com a notícia no início da semana passada vista em um site de notícias sobre a análise da água no Brasil, incluindo Três Pontas, em que aponta alto índice de agrotóxico. Sérgio lamentou que a cidade esteja na lista das 50 cidades que o levantamento apontou com 27 agrotóxicos. Ele viu a nota divulgada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), mas gostaria que fosse feito um convite a direção da autarquia, para que algumas perguntas sejam respondidas por eles. A grande dúvida, é se as análises realizadas conseguem detectar o coquetel prejudicial à saude. Na visão de Sérgio é preciso tomar algumas providências diante do que foi apresentado, porém, amenizou que curiosamente em alguns municípios da lista a água é tratada pelo Saae.

Roberto Donizetti Cardoso (Podemos) concordou com o colega quanto o levantamento, mas usou seu tempo na Tribuna para fazer reivindicações. Robertinho solicitou limpeza e melhoria na iluminação da Praça José de Anchieta no bairro Vila Marilena, que está mal cuidada.

Quem também fez cobranças foi o vereador Luiz Flávio Floriano (Flavão – PSL). Ele pediu o envio de ofício solicitando ao Setor de Trânsito para que o ônibus “Circular” faça trajeto em bairros como o Século, Jardim Greenville, Vivendas do Bosque e Santa Tereza.

Não poupou críticas à gestão, o vereador Coelho. Ele voltou a falta da obra da creche no Complexo Randal Diniz, no bairro Padre Vitor. Depois que fez um vídeo no local e postou em uma rede social mostrando o abandono, a Prefeitura foi lá mas fez um serviço mal feito. Nas visitas que faz pela cidade, Coelho registrou o descaso com a praça do bairro São Judas Tadeu, onde uma grande quantidade de lixo se acumula. Resumindo, o legislador acrescentou que o grande problema, é que ele e os colegas oficiam o Poder Executivo mas não tem efeito. “Só eu tenho mais de 10 e nada é resolvido”, desabafou.

No campo político, Coelho disse que não vê a hora deste mandato acabar e que as pessoas saibam votar, escolhendo uma terceira via para administrar. Revelou que se arrependeu de apoiar o atual grupo político que comanda a cidade, mas abriu parênteses para defender o deputado federal Diego Andrade (PSD-MG).

O presidente Maycon Douglas Vitor Machado (PDT) deixou a presidência e foi também à Tribuna. Ele agradeceu o deputado estadual Carlos Pimenta (PDT) que teve um projeto aprovado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Ele dá o nome da saudosa psicóloga Rita de Cássia da Luz, à Unidade Prisional de Três Pontas. Ela faleceu em março de 2015 e sua família está extremamente feliz com o reconhecimento do notável trabalho que fez no Presídio.

Maycon também avigorou os pedidos feitos recentemente, como a reforma da quadra do bairro Aristides Vieira, a resolução do acúmulo de água na Rua José Caxambu em frente a Escola Caic e a melhoria da sinalização em diversos bairros.

Pauta com quatro projetos aprovados

Os vereadores aprovaram por unanimidade dos presentes, quatro projetos de aberturas de créditos adicionais, sendo especiais e suplementares. Os recursos serão aplicados em áreas importantes e por isto demandou vários posicionamentos dos parlamentares.

No Esporte, são R$20 mil que serão remanejados para atender despesas com viagens das equipes de competição e auxílio financeiros para diversos atletas do Município. Coelho denunciou o que ouve de algumas pessoas, que há favorecimento na liberação desta ajuda financeira.

Sérgio Silva entende que isto é grave e sugeriu que seja cobrado uma prestação de contas mensal, para que seja divulgado onde está sendo aplicado a verba. Érik disse que o necessário é ajudar todas as modalidades esportivas e que haja um consenso entre eles, já que o valor que pode ser repassado é pequeno e não é todas as vezes que o auxílio pode ser liberado.

Outros recursos que poderão ser aplicados pela Administração são: R$200 mil através de uma suplementação de dotação da Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos para pagamento de férias prêmio e aposentadorias aos servidores; R$194.502,18 que vem do leilão que foi realizado e será aplicado na compra de equipamento e materiais na Secretaria Municipal de Transportes e Obras e R$40 mil para despesas urgentes na reforma de unidades básicas de saúde e no Pronto Atendimento Municipal (PAM).

COMPARTILHAR