Com a chegada das Eleições que se aproximam, as reuniões da Câmara tem a tendência de ficarem mais calmas, sem muitos assuntos polêmicos ou indisposição dos vereadores. Com as restrições eleitorais, a cobertura das sessões ordinárias da Câmara serão limitadas ao debate dos parlamentares na discussão e votação dos projetos de leis.

Nesta segunda-feira (17), apenas dois projetos estavam na pauta e não houve a inclusão de outros. A reunião foi rápida e sem discussões em torno das propostas apresentadas pelo Poder Executivo. A ausência foi do vereador Geraldo José Prado (Coelho – PSD), que está afastado por problemas de saúde.

O primeiro se trata de uma abertura de crédito adicional suplementar no Orçamento do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), no valor de R$120 mil, para custear despesas para a locação de mão de obra de instalação de um conjunto de equipamentos, materiais e softwares e elaboração do projeto para operacionalização do sistema de telemetriz, telecomando e teles supervisão. O Saae vai contratar uma empresa especializada que vai fazer o controle de todos os reservatórios, que são cerca de 20, acompanhando o volume de água e a automatização em tempo real, 24 horas por dia.

O outro projeto é uma alteração no Orçamento do Município, também no valor de R$120 mil, visando a compra de cestas básicas para distribuição às famílias carentes de alunos da rede municipal de ensino, que não estão tendo aulas presenciais. Os recursos são do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e são utilizados na compra da merenda escolar. Apenas o vereador Érik dos Reis Roberto (PDT), orientou que as escolas do Estado também tem fornecendo os kits aos seus estudantes e os pais devem procurar o estabelecimento educacional onde ele está matriculado. Ele lembrou que esta ajuda tem sido importante às famílias neste tempo de pandemia que se arrasta já há meses. Os dois projetos foram aprovados por unanimidade.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here