Minas Gerais entra na onda e recebe o aplicativo Nacional Pede o Menu, do Grupo Goiano Cia

Aplicativos de delivery podem aumentar em até 50% as vendas nos estabelecimentos comerciais, com um público novo e tecnológico

Dados de instituições como a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) mostram uma tendência cada vez maior: o uso de aplicativos de celular não só para redes sociais, mas para operações como pagamentos e pedidos de comida por meio de apps de delivery.

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurante (Abrasel) e da Feira para Indústria de Alimentos e Bebidas (Fispal) realizada no fim do ano passado, apresenta mais números de destaque do setor de: 46% dos pesquisados oferecem o serviço de delivery como estratégia de aumento das vendas. Entre os que trabalham com entregas, 49% o fazem há mais de três anos e 44%, há menos de dois anos. Isso mostra um crescimento vertiginoso do interesse do empresariado por novos canais de comercialização. Apenas 29% dos pesquisados ainda trabalham com pedidos feitos exclusivamente por telefone.

A Pesquisa Febrabran de Tecnologia Bancária, traz dados interessantes sobre o desenvolvimento da área mobile no país. Segundo o estudo 1,6 milhão de contas foram abertas por mobile banking no ano passado no Brasil. É quase três vezes mais do que o registrado no ano anterior, quando foram abertas 591 mil contas por mobile.

De acordo com a Federação, mais acostumados à tecnologia, os usuários estão buscando por novas funcionalidades. As empresas, atentas à essa questão, respondem com maior usabilidade e inovações, de maneira que os clientes são surpreendidos.

Outro dado apontado, cita uma pesquisa realizada pelo IBGE, apresentando a informação de que em 2016, 95% dos brasileiros utilizavam os smartphones para acessar a internet, contra 64% que o fizeram pelo computador. O levantamento da Febraban destaca uma alta no número de operações realizadas via celular.

“Quem quiser baixar o Pede o Menu, já está disponível de forma gratuita para os usuários na google play store para celulares com Android e na App story para celulares com iOs”

Houve aumento de 70% no volume de transações financeiras feitas nos smartphones em 2017, chegando a 1,7 bilhão de operações.

Um outro fator importante a ser destacado, é a redução na quantidade de saques e depósitos. No volume de saques em agências, postos de atendimento bancário (PABs) e caixas eletrônicos, houve uma baixa de 4%. Já nos depósitos, a queda foi 14% nas agências e PABs e 4% nos caixas eletrônicos. Isso ajuda na compreensão do avanço dos meios digitais. Para se ter uma ideia, em relação às agências e aos PABs, o volume da redução nos saques foi de quase 40 milhões de operações.

Para a Federação, essa situação é um reflexo da comodidade do mobile banking, pois realizar transações com dinheiro em espécie exige o trabalho de sacá-lo (ou, em alguns casos, depositá-lo). Seria uma forma do consumidor ganhar mais tempo em suas tarefas diárias, levando em consideração que com o smartphone em mãos, uma transferência bancária pelo aplicativo pode quitar a conta de serviços cotidianos, tais como ir ao cabeleireiro ou ao dentista.

APPS DE DELIVERY ENTRAM EM CENA

Nesse sentido, observando a comodidade, aliada a falta de tempo para o preparo de refeições, além da praticidade e segurança, também entram em cena os aplicativos de delivery. Esses fatores têm ajudado a impulsionar esse segmento do mercado da alimentação, que trabalha com entregas de pedidos realizados pelo celular.

Um levantamento feito pelo Sebrae, mostra que a metade dos restaurantes e lanchonetes atendidos pela instituição em todo o Brasil oferecem o serviço, sem terceirização, para dar mais comodidade ao cliente. Além disso, 12% dos estabelecimentos pesquisados não possuem lojas físicas, operando apenas no ambiente virtual, sem portas abertas para a rua.

EM TRÊS PONTAS

TRÊS PONTAS e região entram na onda e recebem o aplicativo Nacional Pede o Menu, do Grupo Goiano Cia, da Agência Cia, de Marketing e Comunicação, o Pede o Menu chega com grandes novidades para os empresários e promete aumentar as vendas em até 50%, trazendo praticidade e comodidade para quem quer pedir comida em casa.

Em parceria com a diretora Edilaine Aparecida Silva, da empresa LoadTI, parceira e consultora do Pede o Menu em Minas Gerais, o app inicia suas atividades já com várias empresas cadastradas e já está liberado para compras. Os cadastros já podem ser realizados para as pessoas receberem as melhores comidas de Minas, com o cardápio variado 24 horas nas mãos, para pedir de onde estiver.

O Aplicativo Pede o Menu chega com o intuito de parceria com os empresários e não cobra taxa de adesão.

Para as empresas que queiram se cadastrar:

https://trespontas.pedeomenu.com.br/

COMPARTILHAR