Foto: Equipe Positiva

 

Milhares de trespontanos e romeiros, aproveitam a visita na Terra de Padre Victor, em decorrência do Aniversário de sua morte e passam na feira, onde é possível comprar de tudo. A estrutura neste ano de 2018, deixou a via pública e foi para um local fechado. A Avenida Oswaldo Cruz está liberada para o trânsito de veículo e a Feira do Padre Victor, já movimenta o Parque Multi Uso no bairro Vila Marilena. O trânsito em um trecho da Rua Godofredo Rangel foi fechado para veículos.

Houveram novos procedimentos burocráticos que demandaram cerca de 20 dias intensos de muita dedicação e estudos por parte da Associação Padre Victor, responsável pela feira.

O trabalho começou ainda em agosto, com o levantamento topográfico e análise bem definida do espaço, com aprovação do Corpo de Bombeiros. Nele existem postes e árvores e nada disso pode ser alterado.

As barracas estão sendo montadas em todo o gramado do Parque, calculado em 13 mil metros quadrados. Neles estão sendo erguidas 602 espaços. A Associação sabe que não serão todas comercializadas. Basta calcular a média dos últimos três anos, que foi de 350. Porém, o presidente da Associação Padre Victor Airton Milton de Andrade, esclarece que é preciso ter sempre uma área maior, para atender aqueles que por ventura estiverem instalados de forma irregular e for flagrado por um fiscal em uma via pública e queira adquirir seu espaço, possa adquiri-lo.

A única alteração que aconteceu, é que se antecipou um dia para a montagem das barracas, que começou nesta quinta-feira (20). A organização atendeu a um pedido deles, já que os barraqueiros não podem entrar com veículos no interior do Parque Multi Uso.

As vendas poderão ser feitas do dia 22, véspera do dia de Padre Victor até o meio dia do dia 25. “Apesar de estarmos montando a estrutura lá na Mina, nada impede a caminhada e a visita das pessoas no local”, alertou.

Como este é o primeiro ano e uma nova experiência, a expectativa e a torcida é para que tudo dê certo. O sucesso da organização da feira, vai depender muito da fiscalização feita em conjunto com a Prefeitura de Três Pontas, não permitindo que barracas sejam montadas em áreas públicas. “Se conseguirmos manter a ordem e fizermos algumas melhorias no Parque Multi Uso, ele é adequado para a feira permanecer lá, sem atrapalhar e prejudicar ninguém”, pontuou o presidente da Associação Padre Victor Airton Andrade.

As 3,6 mil romarias cadastradas na Associação que recebem todos os anos o livreto da novena, receberam também um comunicado de que a feira mudou da Avenida para o Parque da Mina.

COMPARTILHAR

Comentários