ENTREVISTA
Antônio Carlos Cassiano
Médico clínico geral, anestesista e plantonista do PAM

Não se fala em outra coisa, seja em Três Pontas ou em qualquer cidade, o assunto é o novo Coronavírus (Covid-19). A preocupação se espalha à medida que casos da doença são confirmados no Brasil e a contaminação não para de crescer. A melhor atitude é se informar sobre as formas mais eficazes de prevenção e evitar o máximo sair de casa. Em entrevista concedida esta semana ao Programa Passando a Limpo nas redes sociais da Equipe Positiva, o clínico geral Dr. Antonio Carlos Cassiano, falou das medidas que precisam ser tomadas e alerta as pessoas pois o Coronavírus existe.

De onde surgiu o vírus Covid19?

Esse vírus é de origem chinesa, assim, como foi a gripe do porco, a gripe aviária e vieram tudo de lá. Ele não mata mais que os outros, mais transmite muito mais. O grande problema é isso, por isso que está tendo essa pandemia, porque a disseminação dele é muito grande. Na Itália já matou mais de 2500 pessoas.

As pessoas tem que realmente se preocupar com o Coronavírus?

O grande problema é que a maioria das pessoas não acreditaram nisso. Achou que seria um exagero e está pagando o preço por isso. Nós temos uma chance de não passar pelo que a Itália passou e pelo que os outros países passaram. Nós não vamos ter como prevenir o Coronavírus e de 70% a 80% de todos nós vamos ter a doença. Como a disseminação é muito rápida, o vírus é transmitido muito fácil, se ocorrer uma infecção da população de uma só vez, nós não teremos hospital para poder colocar todo mundo. A tentativa é o que estamos tentando fazer, pedindo que as pessoas fiquem em casa, evitem a contaminação, evitem o Pronto Socorro e só procurem em caso de última necessidade. O PAM já é na verdade para isso mesmo. Só que a população em Três Pontas usa o Pronto Socorro para tudo, é como se fosse um “Posto Ipiranga”, querem que tudo resolva lá, enquanto vários problemas poderiam ser resolvidos facilmente no posto de saúde. Quem vai no PAM, pode chegar com uma simples gripe e voltar com Coronavírus para casa e levar para sua mãe, para seus avós, que estão no grupo de risco.

Já é hora da quarentena no Brasil?

Já é hora. Nós não podemos esperar para ver. No Brasil inteiro, o pico será daqui mais ou menos 30 dias. Mas começar a aparecer caso ali, caso aqui. O que estamos tentando fazer é que esse vírus chegue devagar na população e vá criando uma linha mais baixa, em que as unidades de saúde tenham capacidade de suportar. Em Três Pontas temos 13 respiradores e vamos imaginar se a gente tiver uma população que precisará de entubação. O paciente que começa a ter sinais respiratórios graves com perda de circulação, já tem que entubar e fica 21 dias. Os pacientes que são mais vulneráveis vão precisar de assistência e muitas outras vezes de assistência ventilatória.

Quais são as pessoas mais vulneráveis ao Coronavírus?

São idosos acima de 60 anos e com doenças crônicas, que são pessoas que tem diabetes, asma, bronquite, são os mais vulneráveis. Eles já tem uma recuperação mais difícil e precisam tomar cuidados redobrados. Quem vai levar na maioria das vezes esses vírus para estas pessoas, são os mais jovens que estão transitando. Tem muitas pessoas que vão entrar no meio da sociedade disseminando o vírus que não tem sintoma nenhum. É importante frisar que os sintomas importantes são tosse seca, dor de garganta, coriza e dificuldade de respirar, que chamamos de insuficiência respiratória, febre altíssima e muita dor no corpo.

A pessoa que está com febre alta já está atingindo uma situação preocupante?

Tem que ter o conjunto de tudo isso. Eu já atendi pessoas com febre de 39 graus esses dias, mas nenhum tinha nenhum sintoma do Coronavírus. Quem está com uma dor de garganta vai correr para o PAM achando que está com o Coronavírus, mas ele pode não estar. Mas indo até lá, pode pegar. O que estamos indicando é que pessoas com gripe comum fiquem em casa, tomem Paracetamol ou Novalgina, ingira bastante líquido, faça gargarejo com água e sal. Tudo isto ajuda. Agora, se a situação piorou com uma insuficiência respiratória, coloque uma máscara e vai para o Pronto Atendimento. Quem tem que usar máscara direto é quem está com gripe, porque toda vez que ele tosse, ele dissemina esse vírus para as pessoas. Na minha opinião, a pessoa resfriada por lei teria que usar máscara. Quem foi em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, lugar suspeito, tem que fazer a quarentena e ficar 15 dias em casa isolado.

As viagens e aglomerações devem ser evitadas?

Devem evitar sim. Quem não pode por 15 dias, pela sua própria saúde e dos outros ao seu redor. Pra que expor seus familiares e amigos e colocar todo mundo em risco. Acho que é uma falta de respeito, solidariedade muito grande, e acho que isso não justifica, não tem essa necessidade. Precisamos reafirmar para as pessoas que só saiam de casa se for realmente preciso. Ao contrário, fiquem quietos em casa, vamos evitar as aglomerações, principalmente nesses locais, como postos de saúde e Pronto Socorro, é aonde vamos ter pessoas supostamente infectadas. É o pior lugar para ir na minha opinião.

…fiquem quietos em casa, vamos evitar as aglomerações …

E as academias são locais de risco?

Querendo ou não é um ambiente que você está próximo a outras pessoas, que estão tossindo e manipulando todos aqueles materiais.  A pessoa que quer ficar com o corpo sarado ou quer emagrecer pode muito bem esperar 15 dias. É muito pouco e esse pouco pode ajudar muito, pois precisamos disso.

É necessário mesmo evitar pegar na mão, abraçar e beijar?

Sim. Hoje as pessoas estão começando a ter esta consciência e não estão cumprimentando mais, não é falta de educação é uma questão de saúde.

Quais as orientações de higiene?

Além de ficar em casa, basicamente, é preciso lavar as mãos, usando água e sabão ou álcool em gel. A frequência para lavar as mãos é naturalmente, quando fazer as refeições, pegar em dinheiro, em objetos e é preciso evitar por exemplo o corrimão.

Mesmo em locais abertos, as pessoas devem evitar aglomerações?

Devem sim. Devem evitar shows e locais onde tem aglomerações de pessoas.

O que a pessoa pode fazer no isolamento social?

Não vai poder ter contato com os outros. Na Secretaria de Saúde, existe um Protocolo, que vai ser de conhecimento de todos os pacientes que precisarem e serão acompanhados. O isolamento é de 14 a 16 dias.

É preciso ter cuidados especiais com os alimentos por causa do Coronavírus?

Normalmente verduras e frutas, que todos colocam a mão no mercado, já é indicado lavar usando um pouquinho de água sanitária. Umas gotinhas já são suficientes. Assim, não está se tratando só do vírus, mas evitando de várias bactérias.

Como ficar tranquilo diante de um cenário que piora cada dia mais no Brasil?

A população não pode trabalhar em pânico. Se a gente começar a trabalhar assim não vamos resolver o problema. Vamos fazer da maneira que as autoridades estão pedindo e não repetir o que fez a Itália. Vamos tomar estes cuidados básicos e sair só em extrema necessidade, não ficar circulando. Friso isto sempre, vai ter muita gente com vírus e sem sintoma nenhum, que vai disseminando o vírus do mesmo jeito. Não existe um tratamento específico contra o Coronavírus, não existe uma vacina ou um remédio capaz de matá-lo.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here