A Polícia Civil realizou uma oitiva na residência de um casal de idosos, no bairro Ponte Alta, em Três Pontas, que foi vítima da ação de assaltantes na noite do dia 03 de abril. É que a idosa está com dificuldades de locomoção e encontra-se, em razão da idade, em quarentena pela pandemia do novo Coronavírus.

O Cartório de Investigações foi acionado pela Inspetoria de Investigadores,
dando conta do assalto. O casal tem 75 e 80 anos estava em casa quando bateram no portão. Quando a idosa atendeu três rapazes encapuzados invadiram o imóvel. Um deles estava armado com revólver, colocaram a arma na cabeça dela e depois um pano em sua boca para que ela não gritasse. O idoso estava dormindo, acordou com o barulho e quando foi ver o que estava acontecendo com a esposa foi agredido por eles, que fugiram com R$40 em dinheiro.

A coleta de informações para o trabalho de investigação, de crimes que chamam a atenção, são realizadas imediatamente pelos policiais civis, com a tomada de depoimentos e a realização de diligências cartorárias. Por este motivo não houve outra alternativa, senão comparecer na residência deles.

O escrivão Sthéfani Assunção e o inspetor Gustavo Felipe Domingos Campos, tomaram  as devidas precauções com relação a pandemia do Covid-19 e realizaram a entrevista informal com detalhes da ação para o esclarecimento dos fatos.

As dificuldades encontradas foi a falta de um notebook, por isto foi utilizado o do próprio escrivão e uma impressora da Delegacia que foi levada, para imprimirem o depoimento. Como não havia internet no local, não houve acesso ao sistema informatizado da Polícia Civil.

A oitiva foi realizada sem problemas e este procedimento, passa a ser tratado como experimental, mas precisa que estes problemas sejam resolvidos – falta de um computador portátil e de internet móvel. Há um projeto em implantação na unidade, para melhor atendimento a população, melhora na qualidade do serviço de investigação bem como maior celeridade na elaboração do inquérito policial em crimes mais graves resolvendo um dos grandes problemas da Polícia Civil que é o acumulo destes procedimentos durante muito tempo.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here