Empossados os representantes políticos de Trêes Pontas para o quadriênio 2021-2024 nos poderes Legislativo e Executivo

 

A pandemia da Covid-19 trouxe consequências na cerimônia de posse aos eleitos nas Eleições de 2020, em que os trespontanos foram as urnas, escolher prefeito, vice e vereadores. Sem aquele grande público que costuma lotar as dependências do Plenário Presidente Tancredo de Almeida Neves, os eleitos fizeram seus juramentos para o mandato 2021/2024, que iniciou nesta sexta-feira, dia 1º de janeiro de 2021. Os eleitos foram limitados a ter apenas dois convidados, todos tiveram que ocupar as cadeiras demarcadas na platéia, usarem máscara e a solenidade foi transmitida pelo site oficial da Câmara e as redes sociais da Equipe Positiva.

A posse marcada para as 10:00 horas da manhã, começou com 20 minutos de atraso, com o anúncio em ordem de votação, o nome daqueles que tem a partir de agora de decidir os destinos dos trespontanos e de representar a população. Pela ordem de votação, os vereadores eleitos e seus acompanhantes foram sendo chamados no Plenário para assumirem os cargos para a 19ª Legislatura. Pela ordem, Maycon Douglas Vitor Machado (PDT), Maria Selena Silva (PSD), Antônio Carlos de Lima (PSD), Geraldo José Prado (PSD), Luan Donizeti Elias (PDT), Francisco Fabiano Diniz Júnior (PP), Roberto Donizetti Cardoso (DEM), Luciano Reis Diniz (PV), Paulo Vitor da Silva (PP), Luiz Flávio Floriano (PDT) e Sérgio Eugênio Silva (Cidadania). Dos 11 legisladores, apenas dois deles são novatos, Selena e Luciano. O outro é Paulinho, que ficou de fora da última legislatura, mas atuou entre 2001 e 2016.

Cerimônia para poucas pessoas por causa da pandemia da Covid-19

Em seguida, os eleitos para o cargo de prefeito e vice ocuparam lugar de destaque junto a Mesa Diretora – o vice prefeito Luis Carlos da Silva (PP) e o prefeito reeleito Marcelo Chaves Garcia (PSD). Algumas autoridades ocuparam também o Plenário junto aos vereadores, o comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar Capitão Júlio César Gomes Soares, o provedor da Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis Michel Renan Simão Castro e o assessor parlamentar Luiz Antônio Campos Diniz, representando o deputado federal Diego Andrade (PSD-MG).

O vereador Maycon Machado que era o presidente na legislatura anterior presidiu a sessão de posse, por ter sido novamente o mais votado, com 1.746 votos, assim como determina a Lei Orgânica do Município de Três Pontas e o Regimento Interno da Câmara. O vereador Luan Donizeti foi convidado a ocupar a secretaria da Mesa e auxiliar nos trabalhos no início da cerimônia.

Com a execução do Hino Nacional Brasileiro, feito pelos músicos Wander Scalioni e Beto Maciel, a posse foi oficialmente aberta, seguida das orações. O pastor Ronam Messias Menezes da Igreja “Pentecostal a Palavra” fez uma oração e o vereador Luan Donizeti fez a leitura de um trecho da Bíblia.

Para tomarem posse e estarem aptos, é preciso apresentar vários documentos que são exigidos, como documentos pessoais, diploma da Justiça Eleitoral e a declaração de bens e de desincompatibilização. Antes eles eram conferidos durante a sessão, mas desta vez, foram apresentados antecipadamente à Secretaria da Câmara.

O ritual de posse começou com a prestação de compromisso por parte dos vereadores. Em seus lugares, eles se posicionaram de pé, com a mão direita estendida em direção ao presidente da sessão e repetiram, pausadamente o juramento, prometendo cumprir dignamente o mandato a eles confiados, guardar a Constituição e as leis, trabalhando pelo engrandecimento do Município. Feito isto, eles assinaram na Mesa Diretora o termo de posse.

Um a um, o presidente citou o nome dos 11 vereadores e declarou individualmente empossados, depois as 11h05, comunicou a instalação da 19ª Legislatura da Câmara Municipal de Três Pontas.

Eleição da Mesa – Disputa e pouca mudança

Antônio do Lázaro (vice), Maycon Machado (presidente) e Luan Donizeti (secretário)

Apesar de apenas Maycon Machado ter chegado como candidato a presidente da Câmara, as disputas aos outros cargos, de vice presidente e secretário para o biênio 2021/2022 mobilizou os bastidores da política nos últimos dias. Para ser eleito, era preciso em primeiro escrutínio obter a maioria absoluta dos votos, ou seja, 6 votos. Havendo a necessidade de segundo escrutínio, vence o candidato que obtiver maioria simples dos votos, ou em caso de empate, o vencedor é o vereador mais velho.

Anteriormente, Antônio do Lázaro, Professor Popó e Paulo Vitor iriam disputar a Chefia do Legislativo. Antônio que foi vice de Maycon no biênio anterior era o maior concorrente foi o primeiro a desistir e declarar apoio ao colega de Mesa Diretora. As vésperas da posse, Professor Popó fez o mesmo e no dia anterior, Paulinho abriu caminho para Maycon ser reeleito. Mesmo tendo apenas ele como candidato, a votação, que é aberta foi realizada normalmente. Nominalmente Maycon anunciava o nome dos colegas e eles votavam. Os 11 parlamentares declararam o voto a Maycon e ele mesmo se proclamou presidente.

Para o cargo de vice, a disputa foi entre Antônio do Lázaro, Popó e Sérgio. Neste sim houve uma estratégia, já que nem Popó nele mesmo e deu o voto a Antônio. Sérgio recebeu 4 votos, dele, Flavão, Paulinho e Robertinho, que ao anunciar seu voto, surpreendeu dizendo que não faz conchavo, por isto estaria votando em Sérgio. Ambos foram eleitos pela Coligação “Todos Juntos Por Três Pontas” e são os únicos do bloco de oposição. Com 7 votos, Antônio também foi reeleito e permanece no cargo de vice. Depois da votação, ele cumprimentou com um aperto de mão, aos colegas que votaram nele.

A novidade na Mesa está apenas no cargo de secretário, que foi disputado por Luan Donizeti e Paulinho. Com o mesmo número de votos de Antônio, por 7 a 4, Luan que inicia seu primeiro mandato, vai ocupar a cadeira a esquerda do seu amigo, presidente Maycon, desbancando Paulinho que já foi Chefe do Legislativo entre 2001 e 2002.

Assim foi formada a Mesa Diretora, com Maycon Machado presidente, Antônio do Lázaro vice e Luan Donizeti secretário. Como Luan já estava na Mesa, fazendo o trabalho ad-hoc, apenas Antônio teve que deixar a bancada que ocupava. Em entrevista, Antônio comentou que ter a maioria facilitou para se ter este resultado e já havia sido mais ou menos definido anteriormente até por questão de projetos, o andamento da Câmara.

Para concluir o rito da posse legislativa, Maycon recebeu da contadora da Câmara, a servidora Mariléia Bernardo de Andrade, os documentos que instruem a transmissão de governo do biênio 2019/2020, a situação financeira e patrimonial da Câmara Municipal de Três Pontas.

Os vereadores já tem reunião ordinária as 18h30 para a votação de projetos de lei nesta segunda-feira, dia 04 de janeiro. Após a posse, o prefeito convidou os vereadores para irem até o gabinete. Lá ele falou rapidamente e tirou fotos com aqueles que compareceram.

Posse do prefeito e vice

Marcelo e Luisinho fizeram o juramento

Vereadores empossados, Mesa Diretora formada, as 11:30, a cerimônia seguiu com o ato de posse do Poder Executivo Municipal, aos cargos de prefeito e vice de Três Pontas para o mandato 2021/2024.

Marcelo Chaves Garcia é engenheiro civil, tem 65 anos, venceu as Eleições de 15 de novembro, com 24.370 votos (76,90%) e uma diferença de 17.049 votos. Filiado ao PSD, concorreu a reeleição pela Coligação “Acelera + Três Pontas”, formada por PP/ MDB/ PV/ PSDB/ PDT/ PSB e PSD . Ele já foi vereador e presidente da Câmara Municipal, ocupou as secretarias de Administração, Indústria e Comércio, Transportes e Obras e Agricultura.

Marcelo foi chamado junto com Luisinho à Tribuna as 11h30. Como os documentos obrigatórios deles já haviam sido entregues na Câmara, o gestor prestou o juramento, prometendo manter, defender e cumprir a Lei Orgânica do Município, as Constituições da República e do Estado, observando as leis, promovendo o bem estar do povo trespontano e exercendo o cargo sob a inspiração da democracia, da legitimidade e da legalidade. Com a mão estendida junto ao prefeito, Luisinho confirmou com as palavras “assim o prometo”. O ex-vereador de 51 anos, que dedicou os últimos 20 anos à vereança, com quatro mandatos e três vezes presidente: 2007/2008, 2015/2016 e 2017/2018.

Vereadores usam Tribuna pela 1ª vez no mandato

Vereadores fazendo o juramento

A maioria deles já estão habituados com a Tribuna e usaram para um novo discurso, o primeiro do novo mandato. Os novatos demonstraram confiança nas palavras ao falar do parlatório do Poder Legislativo e todos iniciaram agradecendo a Deus.

A ordem dos pronunciamentos seguiu a mesma da votação para a Mesa e o tempo foi cronometrado por três minutos. Sérgio Silva disse que ter a honra de representar a população é para poucos. Emocionado, Sérgio agradeceu a família, todos aqueles que o ajudaram e lembrou da presença da sua mãe, Dona Ana Antônia Silva, que há quatro anos acompanhava seu pai o Seu Vicente.

O vereador Luiz Flávio, o Flavão, agradeceu a todos citando como apoiadores o supermercado onde trabalhou durante seis anos. Diz que seu mandato é para a cidade toda, mas que as pessoas procurem os vereadores na Câmara para ajudar a levar as demandas.

Paulinho prega que é preciso entender a missão concedida a eles, que devem assumir a missão com dignidade e sendo verdadeiros. Seu objetivo ao assumir o quinto mandato, é avançar na questão da geração de emprego e renda. Terminou cobrando que a Mesa eleita rende as decisões do colegiado.

Luciano Diniz, diz ser orgulho poder fazer parte da história de Três Pontas, assim, como fez seu pai, o ex-prefeito João Vicente Diniz. Seu mandato, será privilegiar o bem comum de todos. Nos agradecimentos, citou o deputado estadual Mário Henrique “Caixa”, que é do seu partido e ao amigo deputado federal Diego Andrade (PSD-MG).

Robertinho Cardoso deu os parabéns aos colegas, mencionou a coragem daqueles que colocam o nome à disputa em um cargo público. Acrescentou que sabe que tem pessoas do governo que é contra ele ser vereador, mas antecipou que vai continuar fiscalizando e que no mandato anterior sempre foi bem atendido pelo Ministério Público.

O vereador Popó que tem como bandeira a causa animal, inicia seu terceiro mandato pautando na busca de retirar das ruas, as pessoas em vulnerabilidade social. Ele elogiou a gestão de Marcelo, dizendo que a cidade está embalada. Sobre a questão dos cães, o trabalho iniciado a oito anos, demonstra que o município está no caminho certo. Popó soube que Três Pontas pode se tornar a primeira do Brasil a castrar todos os pet’s.

O Geraldo Prado, Coelho do Bar, gastou a maior parte do seu tempo para falar da gestão no Executivo. Disse a Marcelo, que ele é um prefeito nato, que ouve as pessoas, é sensato, olha pelo povo e não perde recurso, independente de quem esteja enviando. O desejo dele é que a paz continue reinando. O sonho que vai buscar neste seu segundo mandato, é que Três Pontas tenha um Hospital Infantil. Ele já falou isto com o provedor Michel Renan Simão Castro e com o seu deputado federal Diego Andrade.

A única vereadora desta nova legislatura, Selena Caté fez um balanço de sua campanha. Recordou da eleição de 2016, quando obteve grande número de votos mas por questões de legenda não venceu. Contou do sofrimento que enfrentou ao longo da vida, das vezes que chorou e de tudo que passou até receber 1.462 votos e chegar a Câmara. Depois que foi bem votada, recebeu o convite de vários partidos e escolheu o partido do prefeito Marcelo Chaves, mas não se importa com sigla partidária, quer trabalhar pelo povo mais humilde. Selena que trabalhou fazendo faxina no Pronto Atendimento Municipal (PAM), lembrou também de quando a pandemia começou e o primeiro caso de Coronavírus foi registrado. Ela fazia seu serviço na expectativa de ajudar a disseminar o vírus para que ele não contagiasse mais pessoas. Selena seguiu na Tribuna, pedindo que as pessoas se cuidem, pois a Covid-19 já tirou muitas vidas e isto é muito triste. Terminou dizendo que não vai fazer a sua vontade neste mandato, mas sim a vontade de Deus e do povo.

O secretário da Mesa Diretora Luan Donizeti seguiu os agradecimentos neste seu primeiro mandato. Disse que este era o sentimento vivenciado naquele momento. Começou falando de Deus pela oportunidade, aos seus pais Marlene e Vany, a toda a sua família que nunca mediram esforços para lhe ajudar, seus irmãos, seu companheiro, sua sobrinha Emilly, afilhados, seus amigos que desde a época de infância no Quilombo vem trazendo a felicidade, os amigos que conquistou ao longo da vida, aos seus ex’s e atuais colegas de trabalho e a todo povo de Três Pontas.

Luan expôs o nome de cinco pessoas se referindo a todos, que foram peça fundamental para que fizesse o momento político que estava vivendo. Luciene Mara dos Santos, que deu o pontapé inicial em 2006, fazendo com que ele entrasse nos movimentos da igreja e o fez ficar mais perto da população. Sua madrinha Vera, que em 2009 faleceu mais deixou suas marcas. A amiga Dilma Messina que em 2012 plantou a possibilidade para que fosse candidato em 2016. Seu primo Ramon Elias, que colocou fé na sua possível candidatura e por último, Luan falou da saudosa Evânia Moreno, que em 2 anos de convivência muito aprendeu com ela politica. O jovem tem a certeza que ela está orgulhosa de ver dois amigos juntos nesta posse, se referindo a ele e Maycon Machado. Finalizou dizendo que o mandato que estava iniciando, será pautado no respeito, diálogo, credibilidade e transparência.

O vice presidente Antônio do Lázaro, agradeceu de forma especial a esposa Maria Aparecida Lima, a quem classificou como guerreira, ao amigo Diego Andrade, que tem disponibilizado tantos recursos que as pessoas da cidade e do Distrito do Quilombo, onde ele mora, estão percebendo e anunciou que vem muito mais nos próximos quatro anos. Citou também o nome de amigos que ele gostaria que estivessem na sua posse, o professor João Victor Mendes e o servidor Ronaldo do Almoxarifado.

Luisinho diz que vai sentir saudades da Câmara

Depois de 20 anos na Câmara, o vereador Luis Carlos disse que vai sentir saudades da rotina que tinha e dos amigos que fez ao longo destas duas décadas. Mas também adiantou que estava na hora de alçar vôos mais altos, como disse durante a campanha em uma entrevista à Equipe Positiva. Este importante passo dado em sua carreira política, foi ao lado de uma pessoa que ele aprendeu a admirar e respeitar, o prefeito Marcelo Chaves. Luisinho se aproximou do gestor no último ano, mudou de partido para viabilizar sua candidatura e viu o movimento crescer em torno de seu nome para ser o vice na chapa. Sua promessa é honrar as ideias e propostas que foram levadas durante a campanha para a a população.

Prefeito diz que meta é promover o desenvolvimento  em prol da qualidade de vida

O prefeito discursou pela primeira vez no seu segundo mandato as 12h15. Foi rápido, objetivo e ousou palavras de confiança para 2021. ” Sempre torcia para o progresso da nossa cidade, por isso o lema de campanha foi o progresso deve ser visto e não apenas dito. Sabíamos desde o princípio que teríamos que ter algum diferencial para fazer a cidade avançar, e ao optarmos por uma gestão enxuta e eficiente, conseguimos ser um governo empreendedor, capaz de identificar oportunidade e investir recursos na criação de algo realmente produtivo para toda a sociedade trespontana. Nossa meta não é só crescimento econômico e sim irradiar desenvolvimento por toda a cidade, tornando-a um exemplo de qualidade de vida para todo sul de Minas.

Por isso, a priorização das obras, porque geram empregos diretos e indiretos, aumentam o consumo no comércio e a prestação de serviços no local, geram receita para o Município e ainda atraem a instalação de indústrias, ou seja, uma fórmula perfeita para o desenvolvimento local.

Além disso, com muito diálogo e  trabalho conquistamos a confiança de autoridades importantíssimas em outras esferas de governo, como por exemplo dos nossos queridos parlamentares deputados Diego Andrade e Mário Henrique ‘Caixa’, sempre presentes nos assuntos relacionados a nossa cidade e priorizando a destinação de recursos ao bem estar dos trespontanos.

Os poderes constituídos também funcionam em nossa cidade de forma harmônica, motivo pelo qual agradeço a incansável dedicação pelo bem da nossa população aos nobres membros do Legislativo, do Judiciário e do Ministério Público. As parcerias também são fundamentais. Sempre digo que não faço nada sozinho, nem mesmo minha equipe de governo (que considero muito eficiente). Precisamos também do apoio dos empresários locais, que transformaram a nossa cidade em referênncia no país, como exemplos, os do polo plástico e os do agronegócio, além dos micro e pequenos negócios.

Maycon Machado reforça necessidade de união e diálogo

O presidente reeleito Maycon Machado fez o último discurso da cerimônia de posse. Ele também foi à Tribuna e fez um discurso mostrando os desafios que enfrentou, as amizades que criou e quais são seus desejos enquanto Chefe do Poder Legislativo. Suas primeiras palavras como presidente do biênio 2021/2022 e vereador desta 19° legislatura começaram com algumas considerações sobre os desafios que os parlamentares irão enfrentar nos próximos anos. “Esta gestão não será fácil, mas tenho total confiança que com o apoio de todos os vereadores, do Executivo e da população iremos superá-los com tranquilidade. Sei que grandes desafios nos aguardam. Espero contar com o apoio de todos os vereadores e de todos os cidadãos trespontanos. Mais uma vez obrigado pela confiança em mim depositada, agradeço imensamente e carinhosamente os 1.746 votos recebidos”.

Na visão dele, o dinamismo alcançado durante os últimos anos de trabalho se revela fundamental para a manutenção de uma cidade mais igual e melhor. A história de conquistas ilustra o papel decisivo que cada um dos trespontanos, em especial os representantes do povo tem desempenhado ao longo dos anos. Ele se compromete que entusiasmo, dedicação e coragem não faltarão a presidência e a esta legislatura que se iniciou, porém, admite que ainda há trabalho a se fazer, já que os representantes do povo não devem cessar nunca a atuação. “Sempre será necessária a luta. Sempre será necessário sermos protagonistas de importantes momentos e conquistas para nosso povo. Por isto, nossos parceiros, cito os deputados Diego Andrade, Dimas Fabiano, Caixa, Carlos Pimenta, Noraldino Junior, Professor Cleiton, entre vários outros, são importantes e essenciais para que consigamos sempre atender as expectativas de toda a população”, mencionou Maycon Machado.

Ele continuou refletindo que o diálogo e o respeito são fatores essenciais para o bom andamento do mandato. Não há democracia sem a união dos três poderes, que devem ser independentes porém harmônicos, fortes, responsáveis e célere. A união das pessoas de bem em torno de propósitos honestos e voltados ao bem comum fortalecerá. Por isso, nesta gestão dos 11 vereadores é preciso fortalecer a ideia de união e diálogo. Ainda falando da expectativa do jovem presidente, ela é muito otimista, apesar de saber que esta será uma longa caminhada e de trilhas difíceis. Mas seguirá na fé de que será cumprido este objetivo, de mãos dadas, já que os objetivos são comuns.

Por fim, vieram os agradecimentos – a todos que confiaram nele a responsabilidade de representa-los, aos seus pais, irmãos, avós, tios, tias e demais familiares, pelo apoio constante e incondicional. Depois citou seus amigos, mencionando apenas uma grande amiga e madrinha política, Evânia Moreno que certamente está vibrando com mais este momento na sua carreira.

Vereadores mandato 2021/2024. Fotos: Hécio Rafael
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here