O Dia de Finados foi bastante movimentado no Cemitério Municipal de Três Pontas, durante todo o dia. O fluxo maior de pessoas foi entre as 6:00 e as 9:00 da manhã, mesmo sem ter missas este ano, por causa da pandemia da Covid-19. Moradores e visitantes foram prestar homenagens e rezar pelos entes queridos já falecidos, neste dia dedicado aos mortos.

Para entrar no Cemitério era preciso usar máscara e “laranjinhas”, distribuiram alcóol em gel no portão principal. O local está diferente, além da tradicional pintura no muro, a Prefeitura instalou a poucos dias concertinas, para evitar a invasão e furtos nos túmulos. O Cemitério, segundo a administração, tem cerca de 18 mil sepulturas.

A Praça Monsenhor Silveira teve parte interditada para o trânsito de veículos. Floricultores e vendedores usaram uma das vias, montaram barracas e comercializaram flores naturais e artificiais. Outros aproveitaram para vender lanches, salgados, refrigerantes e água mineral.

Uma das barracas com flores naturais foi da Floricultura Primavera. José Eustachio dos Santos “o popular Ratinho da Flora”, é o pioneiro em flores em Três Pontas, há 40 anos, e revela que o Dia de Finados é melhor data de vendas durante o ano. Depois vem o Dia das Mães, dos Namorados e Dia dos Pais. Ele levou para vendas este ano, dois mil vasos e 30 mil flores.

No dia dos mortos, as opções mais procuradas são os crisântemos, as palmas, os vasos belgas e as tradicionais rosas. Algumas opções já haviam sido vendidas antes mesmo do horário do almoço. Ele não esconde que trabalhar em datas comemorativas é bem melhor. ” A gente entrega um flor, uma rosa e vê o sentimento de alegria e satisfação das pessoas. Já no Dia de Finados isto não acontece, porém, as flores um dia enfeita a vida e no outro enfeita a morte”, disse José Eustachio.

Segundo ele, o setor de flores viveu momentos difíceis no início da pandemia, mas a situação logo se estabilizou, já que elas é grande opção de presente e tem um simbolismo muito grande.

A movimentação chamou até a atenção de alguns candidatos, que distribuiram “santinhos” e pediram votos para vereador nas Eleições do dia 15 de novembro.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here