O ex-prefeito de Elói Mendes, Natal Cadorini, que deverá se candidatar a deputado nas próximas eleições de 2014, esclareceu ao TPower todas as questões relativas a esse novo projeto, troca de partido, candidatura a deputado, viabilidade eleitoral entre outros assuntos. Natal disse que vem sendo convidado para se candidatar a deputado desde 2011 por vários partidos. A decisão começou a tomar forma no mês de outubro, quando os partidos políticos começaram a montar as chapas de candidatos a deputado para eleições do ano que vem.

Partido

O ex-prefeito deixou o PDT e se filiou ao PTN que deverá lançar chapa completa para Deputado Estadual e Federal. Segundo Natal é um partido com um programa partidário e perfil que mais se alinha ao seu pensamento político e que no PDT uma possível candidatura sua seria inviabilizada devido às coligações que o PDT fará  nas próximas eleições.

PTN e a vassoura

O Partido Trabalhista Nacional (PTN) tem ideais trabalhistas semelhante ao PDT, inspirado na liderança de Getúlio Vargas. Esteve na linha de frente do movimento “O petróleo é nosso” que culminou na criação da Petrobrás. Elegeu Jânio Quadros em 1961 tendo como símbolo a “Vassourinha” derrotando os tradicionais políticos da época. O PTN existe em todos os estados do Brasil e nas últimas eleições registrou um aumento de 34% no número de eleitores, ao contrário dos partidos grandes que tem tendência a diminuir drasticamente em função dos movimentos sociais de acordo com os renomados analistas políticos sociais.

Candidatura a deputado

Natal Cadorini se filiou ao partido para candidatar-se a deputado estadual, nos relatando que já está contatando apoiadores da sua candidatura em diversas cidades, discutindo propostas inovadoras para a região, elaborando um projeto que deverá evidenciar a postura do “novo deputado” que é um clamor da atual “sociedade digital contemporânea”. 

Viabilidade Eleitoral

O PTN convidou para compor a chapa de candidatos a Deputado Estadual, pessoas que já se candidataram em outras eleições e atingiram no máximo 30 mil votos e ex-prefeitos de cidades menores. Vários vereadores do estado comporão a chapa. O partido espera eleger 5  ou 6 deputados com uma quantidade de votos que deverá variar entre 30 e 35 mil votos. Nos partidos maiores a eleição de um deputado necessitará de mais de 50 mil votos de acordo com estudos dos especialistas no assunto.

COMPARTILHAR

Comentários