Cada servidor da Prefeitura irá receber no fim do ano uma cesta natalina, como forma de agradecimento pelo empenho   

A sessão da Câmara desta segunda-feira (24), teve uma pauta cheia, com projetos importantes sendo votados como, a destinação de uma cesta natalina para os servidores, a criação do Conselho Municipal de Área de Proteção Ambiental na Serra de Três Pontas, a criação do Plano de Saúde dos Servidores Públicos da Câmara, Títulos de Cidadania Honorária a um casal de empresários, Moção de Aplausos a Trespomengo e o polêmico projeto do Professor Popó, que determina o fechamento das lojas de conveniência a meia noite.

Esteve ausente a reunião desta semana o vereador José Henrique Portugal (PMDB). O professor Popó pediu a inserção de mais um projeto, este de Decreto Legislativo que foi inserido por decisão do Plenário. A secretária da Mesa Diretora Alessandra Vitar Sudério Penha (PPS), pediu o projeto que foi protocolado com pedido de urgência, que destina verba para a compra das cestas dos servidores que também entrou na Ordem do Dia. Ou seja, dos nove itens na pauta, três foram do Poder Executivo.  São eles – a criação da Política Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável no intuito de promover ações e políticas destinadas a assegurar o direito humano à alimentação adequada; a instituição do Conselho Gestor Municipal de Área de Proteção Ambiental na Serra de Três Pontas e a alteração na Lei Orçamentária Anual (LOA), para abrir crédito adicional suplementar no valor de R$46.384 para destinar uma cesta natalina para todos os servidores municipais da Prefeitura, inclusive os estagiários. O Poder Executivo, justifica que esta é uma forma de valorizar e agradecer os funcionários pelo empenho e dedicação aos serviços prestados durante o ano.

O vereador Paulo Vitor da Silva (PP), alertou que o projeto deve voltar a Câmara, já que a mudança estaria sendo feita apenas na LOA da Prefeitura, deixando de lado a alteração nos orçamentos do Instituto de Previdência (IPREV) e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). Porém, quem irá receber a cesta são apenas os servidores da Prefeitura. Paulinho não poderia deixar de registrar a sua insatisfação quanto aos projetos aprovados durante o ano, que afeta e prejudicam diretamente os servidores, como o atraso da implantação do Plano de Cargos e Salários. Quem também falou foi Antônio Carlos de Lima (PSD), que chegou a dizer que a cesta não seja o ‘melzinho’ que a Administração tenta passar na boca dos funcionários para que eles se esqueçam do Plano criado pela gestão anterior. O projeto foi aprovado por unanimidade.

Desta vez foi votado, o projeto de lei da Mesa Diretora que autoriza a implantação no Poder Legislativo do Plano de Saúde dos Servidores efetivos e comissionados da Câmara Municipal. O projeto apresentado garantia que os custos seriam pagos todos pelo Legislativo. Porém, o vereador José Henrique Portugal apresentou uma emenda, determinando que 15% devem ser pagos pelos servidores que aderirem ao plano. Com a emenda o projeto foi aprovado.

O quinto item da pauta é a mais uma polêmica. O projeto do vereador Francisco Fabiano Diniz Júnior, o Professor Popó, que define o horário de funcionamento das lojas de conveniência em Três Pontas. Elas poderão funcionar de 6:00 da manhã a meia noite. Apenas o vereador Antônio do Lázaro votou contra. O projeto agora será encaminhado para o prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), que deve sancionar ou não. Se não, ele volta para a Câmara e o presidente Sérgio Eugênio Silva tem que o promulgar. A medida divide opiniões, já que muitas pessoas afirmam que necessitam da praticidade das lojas de conveniência que funcionam até mais tarde, a maioria instalada em postos de combustíveis não fecham, principalmente nos fins de semana.

Dois Decretos Legislativos apresentados pelo vereador Paulo Vitor foram aprovados depois de muitas manifestações. A proposta é homenagear o casal de empresários Marcelo Augusto Marciano de Souza e Maria Tereza Vilano de Souza, com o Título de Cidadania Honorária Trespontana. Eles são proprietários da Thega Indústria e Comércio Ltda que fabrica discos diagrama para tacógrafos e fornecimento de papéis térmicos e transferiram a sede da indústria para Três Pontas em 2012. Hoje, a Thega produz 24 milhões de discos por mês e conta com um quadro de funcionários de 162 pessoas.

O autor lembrou da dificuldade que foi para a empresa ser instalada no Município e a situação que o casal passou na sessão que aprovou os incentivos que eles receberam no mandato da ex-prefeita Luciana Mendonça. Eles também já receberam um terreno que fica próximo da Fábrica de Brinquedos Estrela e tem o projeto para construir a sede própria, que hoje funciona na antiga TDI. Como de praxe, Paulinho comentou a entrevista do prefeito Paulo Luis Rabello dada à Equipe Positiva, quando o gestor afirma que Paulinho talvez não tenha conhecimento dos vários projetos que foram aprovados na Câmara de licitação para incentivo a industrialização da cidade e geração de emprego. Para o vereador, há uma grande diferença entre licitar e a concretização. “Tomara que eu esteja errado, mais eu reafirmo que não vi um novo posto de trabalho gerado até hoje”, desafiou.

Vitor Bárbara (PDT), apresentou uma lista de empregos que estão sendo gerados com as licitações que foram feitas nomeando empresa por empresa. Ao todo, segundo Bárbara são 162.

Desvirtuando o assunto em pauta, o vice presidente Luis Carlos da Silva (PPS), chamou como rotineiramente faz a atenção dos colegas e os Decretos foram aprovados por unanimidade.

Continuando com as homenagens prestadas pelo Poder Legislativo, através das indicações dos vereadores, a entidade e torcida organizada Trespomengo teve uma Moção de Aplausos aprovada. Os integrantes do grupo da torcida do Flamengo acompanharam a sessão e estenderam do lado de fora da Câmara uma enorme bandeira. Fundado em 22 de outubro de 2013, a Trespomengo vem realizando constantemente ações solidárias e voluntárias, ajudando famílias e instituições e se destacando. Tanto que o presidente da Câmara Sérgio Silva propôs a honraria.

Alguns integrantes do Trespomengo acompanharam a votação da homenagem
Alguns integrantes do Trespomengo acompanharam a votação da homenagem no Plenário e exigiram a bandeira do grupo

Quase todos os vereadores falaram, começando por Edson Vitor, o Piu. Acompanhando e auxiliando como radialista o grupo de amigos, Piu fica feliz em ver que pequenas ou grandes ações, sem visar lucro e sim os menos favorecidos tem sido a comunidade. “Eles se propuseram a ser mais útil e não apenas mais um”. Para Geraldo Messias, este é um trabalho muito bonito, simples pequeno, mas que cresce a cada dia e é exemplo para a sociedade. Já Valéria Evangelista reconheceu o trabalho gratificante que é feito em prol do próximo e precisa ser reconhecido. O vereador Chico Botrel justifica a homenagem por causa do voluntariado que é feito. Foi assim, que começou na Associação de Moradores dos Bairros Santa Edwirges e Santa Margarida (AMSESAM). Para Paulo Vitor da Silva, neste mundo corrido do dia a dia, dedicar seu tempo a favor do outro é um diferencial e gratificante, para quem faz e quem recebe, por mais simples que seja.

Alessandra Sudério, cumprimentou o movimento de amigos, que  unidos pelo amor ao Flamengo, resolveram ajudar as pessoas sem olhar a quem. Vitor Bárbara desejou saúde aos integrantes do Trespomengo para que eles continuem a missão deles de servir.

Quem encerrou as manifestações foi Sérgio Silva que explicou que eles já promoveram muitas ações e planejam muitas outras. Citou como exemplo, a ajuda aos Socorristas Voluntários “Anjos da Vida” e a participação na campanha do Novembro Azul. O projeto foi aprovado por unanimidade.

A sessão terminou com a aprovação de um Título de Cidadania Honorária Trespontana ao empresário Itamar Figueiredo de Andrade, proposto pelo vereador Popó. Ele é natural de Santana da Vargem e é dono da Mil Empreendimentos.

COMPARTILHAR

Comentários