A Câmara Municipal de Três Pontas entregou na noite desta quinta-feira (03), em sessão solene especial, os últimos Títulos de Cidadania Honorária Trespontana que foram aprovados por indicação dos parlamentares.

A noite foi de emoção com o reconhecimento público àqueles prestaram e ainda prestam relevantes serviços à comunidade e pessoas que com notoriedade atuam em Três Pontas, seja no serviço contribuindo sobremaneira para o desenvolvimento da Cidade, seja no serviço público quanto no setor privado ou voluntário.

Trespontanos de opção, ou que se tornaram pelas circunstâncias, foram reconhecidos de fato, na cerimônia que contou com apresentações musicais do trio de professores do Conservatório Municipal de Música Heitor Villa Lobos – Lidiane Brito, Beto Maciel e Wander Scalioni. Coincidentemente eles apresentaram canções que retratam um pouco da história de alguns dos homenageados. A Casa ficou cheia e foi a solenidade este ano com a maior presença de público – familiares, convidados, políticos, secretários da Administração, assessores, lideranças partidárias e comunitárias. Dos vereadores, não compareceram o vereador Itamar Antônio Diniz (PRTB) e a vereadora Valéria Evangelista Oliveira (PPS).

Os homenageados

Os agraciados ocuparam cadeiras reservadas no centro do Plenário Presidente Tancredo Neves, entre as bancadas dos vereadores que também deu assento ao prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), o presidente da Câmara de Três Corações Jorge Antônio Machado, o delegado de Polícia Civil de Três Pontas, Dr. Andrey Michel Alves Leite e o presidente da Associação Comercial e Agro Industrial de Três Pontas, Michel Renan Simão Castro.

Os 11 contemplados são empresários, gente da comunidade, religiosos e profissionais de várias áreas – educação, segurança, indústria. Os vereadores junto aos seus indicados foram chamados a frente. O “homem de Deus” Antônio Vicente de Brito, Toninho Brito, a senhora de 107 anos de idade, Clemência Amorin da Silva, funcionário da Ótima Veículos Elison Fernando da Silva, o cafeicultor Fernando Silva Filho, os empresários Itamar Figueiredo de Andrade e Luiz Antônio Brito Abreu “Totonho”, a professora e atual diretora administrativa financeira da Superintendência Regional de Ensino de Varginha Maisa Patrícia Veloso, o casal proprietário da empresa Thega Marcelo Augusto Marciano de Souza e Maria Tereza Vilano de Souza, o pastor evangélicos Paulo Nascimento Machado e o ex-delegado de Três Pontas Dr. Roberto Alves Barbosa Júnior.

Com exceção de Dona Clemência que teve que se ausentar mais cedo, todos agradeceram a homenagem e a professora Maisa Veloso, que é pré candidata a prefeitura de Três Pontas pelo Partido dos Trabalhadores (PT), ainda recebeu uma homenagem da filha.

Pegou mal

Os vereadores tiveram um tempo cronometrado para falar dos homenageados e justificar o porque das indicações, destacando o trabalho que cada um deles, a seu modo, a sua forma que fez jus a honraria entregue pelo Poder Legislativo. Não passou despercebido e pegou muito mal, quando o vereador Antônio Carlos de Lima “Antônio do Lázaro”, (PSD), foi na Tribuna e cumprimentou todo mundo, inclusive alguns que estavam na plateia, com exceção do prefeito Paulo Luis Rabello. Ele ainda fez pior. Quando o Chefe do Executivo foi anunciado para fazer seu discurso, ele saiu do Plenário. E o gestor por sua vez retribuiu. Paulo Luis cumprimentou nominalmente a todos os vereadores e convidados que ocuparam as bancadas, menos Antônio do Lázaro.

COMPARTILHAR

Comentários