Uma coisa é certa. O Partido Social Democrático (PSD), está se reforçando para a disputa das Eleições municipais de 2016. Arrastados pelo padrinho político, o deputado federal Diego Andrade está conseguindo uma grande adesão à sigla que ele preside em Minas Gerais. Depois do nome mais forte do PMDB, Dr. Luiz Roberto Laurindo Dias, agora foi a vez do professor João Victor Mendes de Gomes e Mendonça se filiar ao partido. A filiação aconteceu na última sexta-feira (20), na sede do partido em Belo Horizonte. João Victor presidiu o PRTB, mas estava sem partido há um bom tempo.

Quando perguntado sobre o seu destino, falava que ouviria primeiros os amigos e certamente seus padrinhos políticos para ver qual caminho seguiria. E o caminho foi mesmo o PSD.

O nome dele é dado como certo a compor chapa com Dr. Luiz Roberto para enfrentar o atual prefeito, pré candidato a  reeleição Paulo Luiz Rabello (PPS).

Ele tem como concorrentes internos, Dr. Francisco Eustáquio Rabello, que é irmão de Paulo Luiz e que também migrou, do PRP para o PSD e também o vereador Paulo Vitor da Silva que estava no PP e já se desfiliou, mas não revela de forma alguma para onde vai. Ele acompanhar Diego Andrade é bem provável.

Ou seja, se não fizerem dobradinha com o PMDB, tudo leva a crer que o PSD pode lançar chapa pura, porém, alguns peemedebistas mais tradicionais não admitem que isto aconteça, o que poderia provocar reações em outros partidos aliados e que não são poucos.

COMPARTILHAR

Comentários