*Mulher de 54 anos com problemas mentais que furtou imagem foi encontrada 

A Polícia Militar trabalhou desde o início da tarde desta quinta-feira (05), para identificar quem teria furtado a imagem de Nossa Senhora Aparecida, do altar da Matriz d’Aparecida, no Centro de Três Pontas.

Depois de muitos levantamentos, a polícia conseguiu chegar até suspeita na manhã desta sexta-feira (06). É uma mulher de 54 anos que mora no bairro Santa Edwirges, e sofre de problemas mentais.

Além da coroa que foi encontrada após o furto na Travessa d’Aparecida, o manto que cobre a réplica da Padroeira da Paróquia apareceu na Praça do Centenário. Já a Santa foi jogada dentro do córrego que corta a Avenida Oswaldo Cruz. Ela contou aos policiais que ao sair da Igreja, passou pela Praça do Centenário, retornou à Avenida onde lançou a imagem nas águas.

A mulher conversou com padre André na Casa Paroquial

Policiais e moradores fizeram buscas dentro do córrego, entraram dentro das tubulações, vasculharam um longo trecho, mas nada encontraram.

A mulher foi levada até a Casa Paroquial, onde conversou com o pároco padre André Rodrigues Villas Boas, porém, não trouxe nenhuma informação nova que possa ajudar a encontrar a imagem da Padroeira.

O pároco disse que as buscas vão continuar, e espera encontrar a imagem que tem mais de 50 anos, é uma réplica da que foi encontrada em Aparecida (SP), de madeira e mede 17 centímetros e não é tão leve.

A mulher foi levada pela PM até a Avenida para indicar onde teria jogado a Santa
COMPARTILHAR

Comentários