A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Vigilância Epidemiológica e da Secretaria Municipal de Transportes e Obras e acompanhada do fiscal de posturas do Município, continua eliminando os focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue. Diversos outros criadouros foram encontrados na Cidade, e as equipes não tem medido esforços para limpar os locais e eliminar definitivamente a doença.

Dengue 2Na segunda-feira (04), foi feita a limpeza de uma casa no bairro Morada Nova, de onde foram retiradas cerca de 6 caçambas e 12 caminhões de entulho, móveis e roupas velhas, tudo acumulado no quintal. O ambiente favorecia a proliferação do mosquito da Dengue e também de outros agentes causadores de doenças como ratos, baratas e escorpiões.

Na terça-feira (05), no início da tarde, a limpeza foi em uma casa localizada na Praça Cônego Vitor, bem em frente a igreja Matriz Nossa Senhora D’Ajuda. A água da chuva estava acumulando na lona que cobre a casa e no local foi encontrado vários focos do mosquito. Os ‘bolsões’ de água que se formavam sobre o plástico foram eliminados e diversos cortes foram feitos na cobertura para evitar que a chuva continuasse acumulando água e mantivesse os criadouros.

Nesta quinta-feira (07), as equipes das Secretarias estiveram em uma residência na Rua Benjamin da Silva Campos com a missão de fazer o mesmo serviço. Por ser dois idosos em situação delicada, as assistentes sociais acompanharam todo o processo, mesmo depois da chegada dos familiares. A situação não era diferente. Muitos materiais recicláveis, entulho, garrafas e feixes de lenha amontoados por vários cantos. Além dos criadouros do mosquito da Dengue, o local facilitava o aparecimento de ratos, baratas, escorpiões e aranhas, colocando os moradores em maior risco. O lixo foi retirado e colocados caçambas. A existência desses depósitos, e o acúmulo de materiais nos quintais, tem sido o maior desafio no combate a Dengue.

Dengue 4

As limpezas estão sendo feitas graças à autorização expedida pela Justiça que permite a entrada dos agentes comunitários de saúde em todas as residências. Os moradores que quiserem denunciar focos de Dengue, podem entrar em contato com a Ouvidoria Municipal ou ligar para a Coordenação de Vigilância Epidemiológica. O número é 3266-2263.

COMPARTILHAR

Comentários