A atividade sexual a cada dia vem acontecendo mais cedo, e consequentemente a gravidez precoce. Pensando nisso, os profissionais das Equipes Saúde da Família (ESF) e Unidades Básicas de Saúde (UBS), decidiram mudar essa realidade. A enfermeira Alcione Danziger elaborou um projeto de intervenção e convidou outros enfermeiros abraçar esta causa, como as enfermeiras Maria de Lourdes Rodrigues, Keyla Ricardo e Gabriela Araújo, que estão colocando em prática um projeto nas escolas estaduais de Três Pontas, com o objetivo de discutir com esses jovens a sexualidade responsável.

Essas equipes identificaram um número elevado de gravidez na faixa etária de 13 a 19 anos de idade e observaram que um dos maiores problemas é o desconhecimento dos adolescentes para uma sexualidade saudável e responsável. No CIAMA – Centro Integrado de Atendimento à Mulher, das gestantes adolescentes atendidas (gestação de alto risco), 6,6% têm de 13 a 14 anos, 33,33% têm 15 anos, 39,39% têm 16 anos, 9,09% têm 17 anos e 12,12% têm 18 anos de idade.

Por enquanto, esta sendo feito um projeto piloto na Escola Estadual Prefeito Jacy Junqueira Gazola, que está sendo monitorado e avaliado dia a dia, com a participação de alunos, Professores e pais. Até o momento com aprovação unânimedos alunos, educadores e até mesmo dos pais (que foram previamente consultados).

Os enfermeiros vão até as escolas para discutir sobre sexualidade responsável entre os adolescentes: ensinando sobre os métodos anticoncepcionais (planejamento familiar), como prevenir Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) e também, estimulam os adolescentes ao autocuidado e higiene pessoal.

Além disso, antes de iniciar o projeto, foram levantadas as principais dúvidas que os estudantes tinham em relação ao sexo e à sexualidade. Essas perguntas foram usadas para elaborar os temas abordados e direcionar para temas de interesse dos alunos. Isso faz com que o bate-papo se torne mais próximo do aluno e esclareça as principais dúvidas que os adolescentes têm, que muitas vezes não tem a quem perguntar, ou têm vergonha de tratar esse assunto com os pais.

O projeto na Escola Estadual Jacy Junqueira Gazola iniciou no dia 15 de setembro e tem a previsão de durar dois meses.

Escola 1

Assessoria de Imprensa
Prefeitura Municipal de Três Pontas

COMPARTILHAR

Comentários