O Pequeno Expediente da última sessão ordinária de 2015 desta segunda-feira (21) até que foi tranquilo, com ataques que acontecem em todas as reuniões e velhos assuntos que se tornaram tão repetitivos, que chega a cansar.

A secretária da Mesa Diretora Valeria Evangelista Oliveira (PPS), começou agradecendo as equipes de voluntários da Atremar e da Vigilância Ambiental que no último fim de semana fizeram um mutirão de limpeza no Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário. Segundo Valerinha, os moradores atenderam as solicitações, separando o lixo dos materiais recicláveis. “A comunidade é quem ganha, mas a gente sai satisfeita”, afirmou.

O que mais chamou atenção foi o anúncio do líder do prefeito na Câmara Sérgio Eugênio Silva (PPS), de uma indicação de R$1 milhão que o deputado federal Diego Andrade (PSD-MG), fez no Orçamento da União. O recurso para ser viabilizado é necessário empenho e aprovado por parte do Governo Federal e se chegar a ser concretizado, deverá ser aplicado em massa asfáltica para recapeamento de ruas e avenidas do Município. Segundo Serjão, isto seria fruto de uma conversa entre o prefeito Paulo Luis Rabello (PPS) e o deputado de oposição ao Governo Municipal Diego Andrade, no dia da Beatificação do Venerável Padre Victor, em 14 de novembro deste ano.

O vereador Paulo Vitor da Silva (PP), trouxe uma notícia que ele próprio lamentou e Sérgio, mesmo fora do microfone já disse ser mentira. Paulinho revelou que por conta de ter perdido o prazo de renovar o convênio com o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macrorregião do Sul de Minas (CISSUL) todas as pessoas que estavam com exames, procedimentos e consultas receberam a ligação do cancelando e explicando inclusive os motivos – que seria pela Secretaria Municipal de Saúde ter perdido o prazo. Meio a indignação de Sérgio que contou que o atual prefeito Paulo Luis é o presidente do CISSUL, Paulinho acrescentou que isto é o pior. No Grande Expediente, Sérgio voltou a falar que as pessoas se exaltam, levam para o Plenário denúncias sem procedência e infundadas, por causa da chega do ano eleitoral. O vereador teria participado inclusive da reunião que reconduziu a pedido dos prefeitos, Paulo Luis na presidência do Consórcio. Algumas licitações teriam sido feitas para justamente não faltar atendimento.

O assunto não parou por ai, rendeu até o Grande Expediente. Paulinho disse ter provas suficientes para relatar o que está acontecendo. Ele estaria inclusive com o documento original de um pedido que teria sido autorizado no dia 17 pela Secretaria de Saúde, assinado por Dr. Sérgio Henrique. Paulinho não quis dizer o nome da pessoa e nem o que teria sido liberado, mas acrescentou que a sua enfermidade é grave. Estava agendado para o próximo dia 30 no Hospital Regional em Varginha. E foi o Hospital quem teria ligado e informado o problema.

O petista Chico Botrel (PT), fez um agradecimento pela realização da 11ª edição do Arrastão do Natal sem Fome, organizado pela AMSESAM, com apoio de várias entidades, instituições e clubes de serviços. Os agradecimentos foram primeiro aos moradores que doaram, depois, a todos os voluntários das equipes e de gente da comunidade, que somam próximo de 200, a imprensa que divulgou e todos os patrocinadores que colaboraram na confecção das camisetas usadas no arrastão. Líder comunitário na entidade, segundo Chico, as doações crescem a cada ano e neste domingo (20), não foi diferente. A AMSESAM ainda não tem balanço de quanto foi arrecadado, mas já divulgou que superou todas as expectativas.

Vitor Bárbara (PDT) parabenizou a AMSESAM pela excelência nas ações sociais realizadas ao longo dos anos e depois, congratulou a Associação Comercial e Agro Industrial de Três Pontas (ACAI-TP) e a Polícia Militar, pela implantação da Rede de Comerciantes Protegidos no Centro. Para Vitor “Baião”, segurança pública é preciso ser tratada com parcerias, das polícias, Poder Judiciário, Ministério Público, entre outros órgãos, para combater a bandidagem no Brasil, que está cada vez mais organizada.

COMPARTILHAR

Comentários