De recesso desde o dia 15 de julho, os vereadores voltaram das férias do Poder Legislativo com uma pauta carregada na sessão ordinária desta segunda-feira (04). A oposição voltou afiada e não deixou por menos de colocar os assuntos em dia. O foco, criticar o Poder Executivo de suas últimas ações. Alguns deram as boas vindas e desejaram bom trabalho aos colegas para o semestre.

José Henrique Portugal – O vereador José Henrique Portugal comentou que andando pelo centro da cidade, ficou feliz com a repercussão do projeto de lei dele aprovado pela Câmara que autoriza o funcionamento do comércio no dia 23 de setembro, Dia do Padre Victor. Segundo ele, a cidade recebeu a notícia com festa, o que é bom saber que isto saiu do Poder Legislativo e trará resultados satisfatórios. Sobre o ofício que enviou ao Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), quanto a alta velocidade de veículos que passam pela Avenida José Lagoa. Portugal reconhece que há uma sinalização na via de que a velocidade permitida é de 40 km por horas, porém, o povo não obedece, apenas quando mexe no bolso. Ainda sobre trânsito, disse que a estrutura do trânsito existente em Três Pontas é de 20 anos atrás. No mandato da ex-prefeita Luciana Mendonça foram feitas várias mudanças, que ele considera positiva, porém, a gestora deveria ter sido mais corajosa. A maior transformação foi nas Ruas Nossa Senhora D’Ajuda e Bento de Brito, as deixando com mão única. José Henrique recordou de outras ruas que são alvos constantes de reclamações, a Frederico Meimberg e Marques de Abrantes.

Antônio Carlos de Lima – Antônio do Lázaro, esteve a poucos dias juntamente com o vereador Paulo Vitor da Silva em Nepomuceno, quando foram receber o deputado federal Diego Andrade e o candidato ao Governo de Minas Pimenta da Veiga. O vereador denunciou que o prefeito Paulo Luis Rabello esteve no evento usando o carro oficial da Prefeitura. Paulo Luis também teria utilizado uma caminhonete para um evento com o candidato a presidência da República Aécio Neves. Outra coisa estranha, na visão de Antônio é que a Prefeitura estaria usando o caminhão Pipa para abastecer a obra particular de construção das 316 casas do Programa Minha Casa Minha Vida no Jardim das Esmeraldas. Ele teria fotografado o caminhão no local para comprovar a sua fala. “Ajudar a empresa que está ganhando R$60 mil para construir cada casa desta. Não vejo nada de transparente nesta Administração, a não a perseguição. Espero que isto tudo seja apurado e fique apenas no meu discurso”, desabafou.

Joy Alberto de Souza – A notícia que Joy Cabeleireiro trouxe foi de mais um acidente registrado na última semana na Rua José Delfino, no bairro Antônio de Brito. Neste caso, dois jovens foram atropelados por um veículo em alta velocidade. Por pouco não perderam a vida. Em nome dos moradores, ele pediu a construção de faixas elevadas de pedestres, como a única a solução para o problema.

Valéria Evangelista parabenizou o Encontro de Bandas que atraiu no último domingo (03), muitas pessoas para a Praça do Centenário e agradou a pessoas de todas as idades. Ela também aproveitou o seu tempo do Pequeno Expediente para falar da melhoria das estradas da zona rural.

DSC02236

Sobre as denúncias do vereador Antônio do Lázaro levadas ao Plenário, o presidente Sérgio Eugênio Silva disse que no mandato anterior ele teria recebido denúncias também de que havia uma parceria da Administração com a empresa que construiu o primeiro empreendimento, na construção da drenagem. Outro caso que soube foi de máquinas da Prefeitura fazendo serviços para vereadores na zona rural. Neste caso das obras das casas populares, talvez seja por causa da dificuldade de ter água no local. Sobre o carro usado em eventos políticos, Sérgio respondeu que a ex-prefeita ficava com o veículo oficial nos fins de semana.

COMPARTILHAR

Comentários