ELÓI MENDES – O Ministério Público do Estado de Minas Gerais, por intermédio da Promotoria de Justiça da Comarca de Elói Mendes – com o apoio do Grupo de Atuação
Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO Varginha) e da Polícia Militar -, a 6ª Chefia de Departamento da Polícia Civil e a Receita Estadual, deflagraram, nesta quarta-feira (21), a 2ª fase da Operação Trem Fantasma. O objeto da investigação, iniciada em setembro de 2018, consiste na apuração de aquisição fraudulenta de peças no âmbito da Secretaria de Obras do Município de Elói Mendes.

Apurou-se que, no período investigado, servidores municipais, em possível
conluio com particulares, desviaram numerário do Município de Elói Mendes
por intermédio da ficta aquisição de peças para veículos da frota municipal,
inclusive alguns em desuso, sem o respectivo recebimento. Foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão temporária. O valor total do dano apurado alcança o patamar de aproximadamente R$ 250 mil.

No cumprimento dos mandados, participaram 02 promotores de Justiça, 02
delegados, 25 investigadores de polícia, 01 escrivão, 21 policiais militares, e 11
auditores fiscais da Receita Estadual.

Será concedida entrevista coletiva nas dependências da Receita Estadual em Varginha.

COMPARTILHAR