Dom Diamantino ao lado da nova imagem do Beato Padre Victor, um dia depois da cerimônia de beatificação que ele mesmo presidiu em Três Pontas

 

Apresentação da biografia de Dom Diamantino de Carvalho foi apresentada em Manteigas

A obra “Servir com alegria” a biografia de Dom Diamantino de Carvalho, bispo emérito de Campanha, Brasil, foi apresentada no auditório do Centro Cívico de Manteigas (Diocese da Guarda), terra onde nasceu.

O livro foi apresentado no último sábado, naquele local e registou “boa afluência de público, apesar das medidas restritivas em vigor devido à pandemia”, refere o jornal “A Guarda”.

Albino Leitão, antigo presidente da Câmara Municipal de Manteigas, fez a apresentação de uma obra coordenada por Rui de Carvalho e escrita e revista por Daniela Costa.

“D. Diamantino conviveu bem com o atelier da vida e bem soube moldar a sua arte ao serviço dos outros: conheceu terras e continentes, pessoas e instituições, todos tão variados quanto dispersos pelo mundo e em todos deixou uma mensagem sadia, até mesmo moderna moldada aos vários tempos, de simplicidade e de generosos afetos”, escreve Albino Leitão na apresentação da biografia.

O antigo presidente da Câmara Municipal de Manteigas lembrou que da localidade “saíram escritores, políticos, industriais” e também padres, destacando Frei Manuel dos Anjos (primeiro frade Franciscano nascido em Manteigas) e D. Albino Cleto (antigo Bispo de Coimbra).

Ao longo de mais de duzentas páginas, o livro dá a conhecer a vida e obra de um filho de Manteigas que de aprendiz de tipógrafo na Casa Veritas, na Guarda, acabou em Bispo da Diocese de Campanha, no Brasil.

A iniciativa assinala o 80º aniversário de Dom Frei Diamantino Prata de Carvalho, natural de Manteigas e bispo emérito de Campanha (Brasil).Diamantino Prata de Carvalho nasceu a 20 de Novembro de 1940 em Manteigas e foi ordenado padre no dia 10 de Dezembro de 1972. No dia 25 de Março de 1998 foi nomeado sexto bispo da diocese de Campanha e recebeu a ordenação episcopal das mãos de Dom Serafim Fernandes de Araújo, no dia 2 de Maio desse mesmo ano. Escolheu para lema episcopal “Servir com alegria”. Foi Bispo de Campanha entre 1998 e 2015. Ao completar 75 anos apresentou a renúncia passando a Bispo emérito de Campanha, no dia 25 de novembro de 2015. Em Julho de 2019, Dom Diamantino foi nomeado membro da Comissão Especial da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para a Causa dos Santos.

 

Foto: jornal A Guarda

A obra relata a meninice de Diamantino Carvalho, no lugar da Enxertada, em Manteigas e também a passagem pela Guarda, onde trabalhou na Casa Veritas e no Jornal A Guarda, sem esquecer os Missionários de São João Baptista em Gouveia, de onde seguiu para a Alemanha e depois para a Bélgica e Brasil onde frequentou o Seminário. Do relato faz parte a ordenação presbiteral, no dia 10 de dezembro de 1972 e a nomeação como sexto bispo da diocese de Campanha, no dia 25 de março de 1998, bem como toda a acção episcopal que desenvolveu.

A segunda parte do livro apresenta alguns depoimentos sobre D. Diamantino Prata de Carvalho, entre os quais os de Esmeraldo Carvalhinho (Presidente da Câmara de Manteigas), D. Manuel Felício (Bispo da Guarda), José Manuel Biscais (antigo presidente da Câmara de Manteigas), António Lemos Santos (antigo Presidente da Assembleia Municipal de Manteigas), Joaquim Sampaio, Alfredo Pinheiro Neves, José Registo, Vitor Paiva Ramos (padres naturais de Manteigas).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here