Gilmar Jr. foi morto a facadas no bairro Santa Edwirges (foto divulgação)

* Família contesta que motivo da morte de Gilmar Júnior tenha sido por causa de drogas

Denis Pereira – A Voz da Notícia

Mais uma vida interrompida precocemente, aos 18 anos, por um crime que choca a população, o homicídio. A arma do crime é mais uma vez é arma branca – uma faca. Os acusados são também são dois jovens – um menor de 17 anos e o outro de 18. A morte de Gilmar dos Santos Júnior na madrugada de sábado (18), abalou a família que mora no bairro Santa Edwirges, o mesmo local onde foi morto com cinco facadas por Ezequiel Aureliano “Zizi” também de 18 anos e um adolescente de 17.

DSC09446A família ainda tenta entender o que teria acontecido, já que o rapaz era uma pessoa de bem. O primo de Gilmar Júnior que estava com ele revelou detalhes da noite de sexta-feira (17). Segundo Leandro dos Santos Machado de 20 anos, (foto) eles voltavam de um trailler onde haviam tomado um lanche. Os acusados começaram a discutir próximo do Campo do Vila. Um deles foi em casa e pegou uma faca, quando Leandro aconselhou deles fugirem, ambos correram e se separaram. Leandro voltou na Rua Sério Tiso e na calçada encontrou o primo já esfaqueado, todo ensanguentado, mas ainda consciente. Ainda deu tempo de dizer o nome dos dois que teriam desferido as facadas. A vítima foi socorrida mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Ele disse que conheciam os acusados, mas não eram amigos e nega que Gilmar Júnior tenha envolvimento com drogas. “A gente estava tomando um lanche, saímos para vir embora e eles criaram caso com ele [Gilmar], começaram a discutir e tudo acabou desta forma”, conta.

O jovem espera que depois de terem tirado a vida do seu primo, ambos fiquem presos pagando pelo crime que cometeram. “Nós queremos justiça”, conclui.

Laboratorio

COMPARTILHAR

7 Comentários

  1. Infelimente esse crime, como vários outro, ficará impune, não pelo trabalho da policia que é bem feita, mas pelas leis frouxas que predominam em nosso país. Porque leis, nesse país tão pobre, só existe quando matam um filho de um deputado, senador, ou qualquer outro político. A lei tem que mudar, adolescentes de 16 anos podem votar, pra eleger os vagabundos que fazem as leis, mas não podem responder pelos seus atos? Que triste saber que o Brasil infelizmente só caminha pra trás. E mais um crime triste que choca os trespontanos, a morte do Juninho que era excelente pessoa, como toda a sua família. Se os Brasileiros soubessem a força que tem quando todos se reúnem, muitas coisas mudaria nesse país. Tomara que aconteça justiça aqui e que esses dois vagabundos, sem vergonhas(isso é elogio) paguem e que nunca mais andem no meio de gente civilizada. Que Deus em sua infinita bondade abençoe e conforte toda a família, não só do Juninho, mas dos vagabundos também, porque devem estar sofrendo demais.

  2. Isso é um absurdo um trem desse não pode ser chamado de ser humano. Temo muito esse mundo de hoje principalmente porque tenho um filho pequeno. Peço a Deus todos os dias pra que ele cresça sendo um bom homem. Não conhecis esse rapaz mais peço pra Deus pra que não fique em pune e que a justiça seja feita pois ele já se foi mais a vida dele não tem preço!!!

  3. As pessoas tão achando que são Deus, pois se é ELE que nos dá a vida, só ELE sabe a nossa hora…ninguém tem direito de matar o outro e parece que virou moda, mas que moda mais inadequada….Meus sentimentos a todos familiares

  4. Aquele menino e um monstro alias os dois neh ,nos estamos inconformados Liana imagino como ta sendo dificil pra vcs..Espero q eles paguem por issu, e mofem na cadeia. Que Deus de forca pra vcs e que a justica seja feita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here