Orientação é que romeiros não venham à cidade, não haverá missas com a presença de visitantes e restrita aos trespontanos. No dia 23, igreja estará fechada

Com a pandemia do Coronavírus, as missas e os encontros religiosos foram suspensos por envolverem uma grande aglomeração de pessoas. As plataformas digitais, como o facebook e o youtube se tornaram os novos templos dos fiéis. 

Assim, a organização comunica que a novena (de 14 a 22 de setembro) e a festa (23 de setembro) serão realizadas de maneira diferente, de acordo com a Diocese da Campanha, Paróquia Nossa Senhora d’Ajuda e Associação Padre Victor, responsáveis pela do Beato Padre Victor,

O pároco da Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda, Cônego José Douglas Baroni, pede que todos os romeiros, peregrinos, devotos e também os paroquianos  possam entender a nova forma da festa do beato, tendo todos os cuidados necessários. Várias atividades serão realizadas a partir do dia 13 de setembro, em outra dimensão, por conta da pandemia.

Não será montada nenhuma estrutura para receber romeiros e eles estão sendo orientados a não virem a Três Pontas. As celebrações das missas, durante a novena, entre 14 e 22 de setembro, terão presenças limitadas. Os padres que irão celebrar online serão apenas aqueles que residem na cidade. Não haverá confissões individuais, procissões e cavalgada, inclusive aquelas organizadas pela Paróquia Nossa Senhora Aparecida em direção à Capela Santa Cruz, na Comunidade rural da Faxina.

Na Mina do Padre Victor, não haverá nenhuma missa e nem mesmo a tradicional feira dos vendedores ambulantes. “A festa social não será realizada, mas a religiosa sim, porque a missa, para nós, é uma grande festa. A Igreja nunca deixará de celebrar a festa de seus santos e beatos e, com Padre Victor, não é diferente”.

O objetivo é que todos os devotos celebrem intensamente a festa, mesmo de casa. É momento de os fiéis redescobrirem que, de fato, uma grande igreja doméstica está na casa de cada um e o Beato Padre Victor foi grande cuidador da vida humana, com amor enorme às crianças e aos pobres. Por isso, tudo está sendo mobilizado para que a novena chegue a todos. Além das missas, todos podem rezar conosco a novena no facebook e no canal youtube”, orientou Cônego Douglas.

As comemorações deste ano seguirão as restrições e as orientações sanitárias, inclusive da Secretaria Municipal de Saúde e dos Decretos Diocesanos do bispo diocesano de Campanha Dom Pedro Cunha Cruz.

A novena de 14 a 22 de setembro

  • Igreja Matriz cheia no aniversário de 189 anos do Beato Padre Victor

As celebrações eucarísticas de 14 a 22 de setembro seguem diversos horários, mas com alterações. A novena será em quatro horários, sem a procissão da penitência no início da manhã – às 7h, 12h, 15h e 19h. Todas as celebrações serão online, pelas redes sociais – no facebook da paróquia e no facebook e canal do Youtube da Associação Padre Victor.

A partir de 1º de setembro, os trespontanos podem procurar o Escritório Paroquial e agendar o horário para participarem da celebração. As missas terão a presença apenas de 110 fiéis, exclusivamente de trespontanos, em cada horário. Ao fazer a inscrição, todos receberão um ticket válido para a celebração em que ele se inscreveu. O trespontano não pode entrar sem máscara e deverá ocupar os lugares demarcados nos bancos.

O pároco ainda orienta que, caso alguém que se inscrever para a novena, apresente qualquer sintoma ou mal estar, não vá a igreja, para não colocar em risco a si próprio e aos outros e permaneçam em casa. A igreja segue um rigor na realização de higienização. O tema deste ano será “Beato Padre Victor, um cristão que soube amar e servir: testemunho da compaixão e do cuidado. O lema a ser estudado “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele!” (Lc 10,33-34).

Abertura da festa

Um dia antes de iniciar a novena, no domingo, dia 13 de setembro, haverá uma missa solene no Carmelo São José, que está reservada aos celebrantes e às irmãs Carmelitas. Do Mosteiro, em seguida, sairá uma grande carreata com a imagem e a relíquia do Beato Padre Victor. Todos os devotos estão sendo convidados a participarem de bicicleta, moto, ou qualquer tipo de veículo. Por onde a carreata passar, os moradores poderão contribuir com a Pastoral Social, doando alimentos que são distribuídos para famílias carentes devidamente cadastradas na Paróquia e que são assistidas mensalmente o ano inteiro.

Dia de Padre Victor – Grande carreata pela cidade

Foto: Arquivo EP

No feriado do dia 23 de setembro, data da morte do Beato Padre Victor, muitas atividades religiosas estão programadas, entre elas duas missas. Elas começam de manhã. Às 7:00 da manhã,  haverá a reza do Terço na Matriz, suplicando pela canonização do Beato.

Às 9:00 horas, haverá celebração litúrgica presidida pelo bispo da Diocese da Campanha Dom Pedro Cunha. Logo após a missa haverá uma grande carreata, que vai sair da Matriz. A carreata inédita, quer demonstrar a união de todas as três paróquias em torno da fé no Sacerdote que aqui evangelizou durante 53 anos. A carreata vai percorrer o território das três paróquias – D’Ajuda, D’Aparecida e de Nossa Senhora das Graças.

A outra novidade é que ela irá passar por todas as capelas urbanas, onde haverá paradas para bênçãos com a imposição da relíquia de Padre Victor. Nessa carreata, também acontecerá a arrecadação de alimentos, que podem ser deixados na porta de casa, onde uma equipe irá recolhê-los. A carreata retorna à Matriz.

As 19:00 horas, Cônego Douglas celebra a missa de encerramento da festa de 2020.

Fiquem em casa e acompanhe a festa

As paróquias da Diocese estão orientando para que ninguém faça romarias ou venha por conta própria. A Igreja ficará fechada durante todo o dia e as celebrações serão apenas com a presença dos sacerdotes e equipes litúrgicas.

Não haverá nenhuma barraca de apoio nas rodovias de acesso ao Município, nem mesmo na cidade, aquelas que distribuem cafezinho e água ou oferecem serviços de saúde.

Não haverá a procissão de madrugada que sai da Paróquia D’Aparecida em direção à Capela do Padre Victor na Faxina, nem a Caminhada e a Cavalgada que tem os mesmos destinos durante a novena. Nem mesmo na Mina poderá haver aglomerações e nem missa campal será presidida. A tradicional feira com os vendedores ambulantes que, nos últimos anos, foi realizada no Parque Multiuso está cancelada. “O nosso pedido é que nenhum romeiro venha, não haja romarias. Os trespontanos devem ficar em suas casas. A igreja estará fechada”, reforça o pároco Douglas Baroni.

Ele reintera que ainda não é tempo de estar visitando o túmulo do Beato Padre Victor, tanto é que ele está isolado. Foi colocado um gradil impedindo que as pessoas se aproximem e há orientações por várias partes da igreja, evitando que haja a transmissão da Covid-19.

O Cônego Douglas Baroni, como padre e responsável pela paróquia de Padre Victor, sente uma dor muito grande como sacerdote, de não poder acolher os romeiros e peregrinos este ano. “A sua dor é a minha dor, a sua tristeza é também a minha tristeza, as suas lágrimas também são as minhas. Estamos juntos e eu tenho como obrigação e dever rezar por cada um de vocês, devotos, fiéis e romeiros, que tanto confiam neste Anjo Tutelar”. Ele encerra pedindo que as pessoas continuem rezando pela canonização de Padre Victor e se cuidem para que logo se encontrem na casa de Deus, com perfeita saúde.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here