A cidade de Três Pontas irá promover a 7º edição do Festival Canto Aberto no ano de 2019. Criado em 1982, esta foi uma forma de uma geração impulsionada pelos festivais, de alavancar talentos e protestar. O Brasil ainda estava sob a devassa da ditadura militar e mesmo na mídia, alguns artistas eram vigiados de perto pelo dops. A efervescência ainda aguçada pelo Woodstock acontecido em agosto de 69 em Bethel, nos Estados Unidos, pungia as mentes do mundo todo. De lá pra cá foram 6 edições. A última, marcou o retorno do Festival, após 30 anos de pausa. O sucesso do ano passado está de volta. O Festival Canto Aberto está sendo preparado para ser inventariado como patrimônio cultural de Três Pontas

A música, as vozes e os sons, já fazem parte de uma cultura municipal. O evento visa fomentar ainda mais a rica e erudita história de Três Pontas. Não só os ritmos estão em pauta, as novidades desse ano serão os temas e também o cronograma de datas.

Como é de praxe, os temas sempre mudam de acordo com a edição. Dessa vez, os assuntos relacionados terão como base a consciência negra e afrodescendência, como trabalho a ser realizado com as escolas, estarão a pintura, fotografia, escultura e música. O evento realizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo, já tem data marcada e será junto com as comemorações do Aniversário de emancipação político administrativa da cidade, começando no dia 3 de julho, data em que Três Pontas comemora seus 162 anos. De acordo com o secretário de Cultura, Alex Tiso, a grande atração musical será o show de Renato Teixeira. O cantor e compositor, é autor de conhecidas canções, como “Romaria”, grande sucesso na gravação de Elis Regina em 1977.

Alguns jurados já estão confirmados. Um deles é o Professor Pasquale, o idealizador, professor e colunista, estará presente no Festival, um dos motivos foi a admiração pela cultura e educação de Três Pontas. Outros nomes como Celso Gomes, Dado Prates e Ladston do Nascimento farão parte do corpo de jurados.

O local será o mesmo, Praça Cônego Vitor. As inscrições estão abertas desde o dia 15 de abril, o edital está no site da Prefeitura Municipal (www.trespontas.mg.gov.br), acessando o link de licitação e clicando na logo do Festival. É só acessar o regulamento e anexado a ele estará a inscrição. A cada música inscrita será cobrado uma taxa e a premiação será um pouco maior do que o da última edição. O intuito é prestigiar os músicos trespontanos e os estudantes, estimular uma cultura ainda mais desenvolvida e aprimorada, é a aposta tanto da Prefeitura, quanto da Secretaria de Cultura.

Cronograma do Festival 3 de julho: Desfile em comemoração aos 162 anos do município e show de Renato Teixeira; 4 de julho: Etapa Local; 5 de julho: Etapa Nacional; 6 de julho: Final do Festival e um possível show que a secretaria ainda espera fechar.

COMPARTILHAR