Servidores públicos do Estado de Minas Gerais já têm data para receber o pagamento referente ao mês de dezembro. O governador Romeu Zema (Novo) divulgou, nesta terça-feira (8), que o salário será dividido em até três parcelas, uma a ser paga no dia 14, outra no dia 21 e outra dia 28 de janeiro.

A primeira parcela será de até R$ 2 mil para todo o funcionalismo, incluindo aposentados e pensionistas. Quem recebe abaixo desse valor já terá o salário integralmente quitado na primeira parcela. A segunda parcela, com pagamento no dia 21, será creditada até o limite de R$ 1 mil para os funcionários alocados nas áreas de Segurança e Saúde do executivo estadual. Por último, no dia 28, serão quitados os vencimentos com todo o funcionalismo.

Zema divulgou a escala em um vídeo ao lado do secretário de Fazenda, Gustavo Barbosa, publicado no Twitter. Em uma publicação na rede social, o chefe do executivo mineiro afirmou: “Estamos ainda tomando pé da situação financeira do Governo de Minas Gerais. Mas temos trabalhado duro para retomar a regularização dos pagamentos dos servidores estaduais o mais breve possível”.

Relembre

Em dezembro do ano passado, o ex-governador Fernando Pimentel (PT) deixou os cerca de 620 mil servidores mineiros sem expectativa de receber o salário e o 13º. Alegando dificuldades financeiras e falta de recursos, a administração petista deixou a dívida para ser saldada em 2019.

No início de janeiro, Zema afirmou, em uma entrevista ao programa “Globo News em Ponto”, do canal a cabo “GloboNews”, que o secretário da Fazenda de Minas, Gustavo Barbosa, estava levantando os dados para definir um prazo de pagamento tanto para os servidores quanto para os prefeitos que aguardam repasses de impostos devidos pelo Executivo estadual.

Na ocasião, o mandatário também adiantou que o13º será pago em parcelas, ainda em 2019.

A dívida com os servidores de Minas é estimada em cerca de R$ 2,1 bilhões. (Fonte: Jornal Hoje)

COMPARTILHAR

Comentários