Fotos: Ederson Malaquias "Dede" e Loui Jordan

 

Loui Jordan

Na terceira noite do Auto de Natal, que aconteceu neste sábado (14), as atrações contribuíram para uma festa linda e com diversas mensagens positivas. O público que compareceu, se manteve fiel ao evento até o final da última atração.

A noite iluminada e cheias de sons e ritmos, teve o seguinte roteiro: uma peça musical, a orquestra do Corpo de Bombeiros, o show do Grupo Morenas, além é claro, da chegada do bom velhinho e as entregas do prêmio de fotografia.

As atrações da noite

O apresentador do evento foi Glauber Reis da Secretaria de Cultura, Lazer e Turismo, ao lado do secretário de Cultura Alex Tiso. Segundo o discurso de Alex, o momento merece agradecimento, contemplação, reflexão e união. “Nós estamos nos aproximando do Natal e o momento é de agradecer, renovar as esperanças, da gente acreditar mais nas pessoas, acreditar que tudo pode melhorar, já passou aquele tempo do negativismo. Precisamos nos fortalecer e nos unirmos para que Três Pontas seja cada dia melhor”, disse o secretário que também agradeceu de forma plural a todos que ajudaram e ajudam a contribuir no trabalho de alavancar os rumos de uma Três Pontas melhor. O prefeito Marcelo Chaves Garcia também ressaltou a alegria de realizar mais uma festa de Natal e desejou boas festas e um Ano Novo de paz, prosperidade e muitas realizações.

O grupo Arte e Manha, com a peça musical “Annie o Musical”, foi o primeiro a subir no palco. A peça retrata as crianças que moram em um orfanato e a importância delas comemorarem o Natal, sejam elas mais carentes ou não.

O segundo atrativo foi a apresentação da banda BIOS – Bombeiro Instrumental Orquestra Show. O grupo que já esteve em Três Pontas em 2015, é do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. O show contou com sucessos como “Para Lennon e McCartney” de Milton Nascimento. A base do seu repertório é o jazz, mas eles tocam Rock in roll, músicas pop e música popular brasileira também. Ao longo da apresentação, eles também passaram dicas de segurança e de uma melhor convivência no que tange a coletividade e o bem estar com o próximo.

O maestro é o Tenente Marcelo Barbosa de Belo Horizonte. Embora o grupo BIOS tenha componentes de várias cidades, sua sede é na Capital Mineira. Ele explicou que além de ter seu repertório, utiliza o palco para passar dicas e prevenir possíveis riscos, para que as pessoas possam estar mais seguras no seu dia a dia. “O bombeiro realiza esse trabalho de prevenção para que ocorra menos acidentes possíveis e para que o bombeiro possa atender menos ocorrências. Para nós é importante estar aqui em Três Pontas”, afirmou o maestro. Embora a banda do Corpo de Bombeiros tenha 92 anos, a ideia de montar um novo grupo foi proposta em 2006. Surgiu em 2006 a oportunidade de criar um novo grupo, um grupo menor que pudesse fazer esse trabalho de prevenção através da música, fazendo shows, fazendo um tipo variado de música.

Para finalizar as atrações musicais, o Grupo Morena foi o último a subir no palco. A voz, o repertório e toda a qualidade das “Morenas”, encantaram de vez a noite que por si só já estava muito especial.

Premiação do Concurso de Fotografias

Primeira colocada
Segunda colocada
Terceira colocada

O tema do concurso é o retrato da história de Três Pontas, “Fé, Música e Café”. Conhecida como um berço artístico, a cidade contempla valores culturais e históricos, de grande valia. O concurso tratava-se de imagens inéditas e umas das regras é que elas fossem captadas em Três Pontas.

Os critérios eram claros, originalidade, qualidade técnica, criatividade e também conformidade para com o tema. Cada participante poderia registrar três fotografias. A premiação foi R$2 mil para o 1° lugar; R$ 1 mil para o 2º lugar e R$500 para o 3º. Além do dinheiro, eles receberam certificados.

Os vencedores foram chamados no palco: Marcel Henrique Lima Oliveira foi o vencedor, o segundo colocado foi Ricardo Vitor Dias e a terceira foi Mayra M. Silva Cruz.

A chegada do personagem principal

Antes da apresentação do Grupo Morenas e durante o show da banda BIOS, o tão aguardado presente das crianças chegava. Papai Noel deu o ar da graça no caminhão do Corpo de Bombeiros, acompanhado pela primeira vez de seus duendes, adolescentes do Arte e Manha, todos caracterizados, com roupas produzidas por eles mesmo. O bom velhinho saudou a todos, animando as crianças e os adultos. A festa não era somente para os pequenos, mas sim para as famílias. O clima de harmonia estava no ar e durante todas as apresentações, os aplausos copiosos se tornaram praxe, afinal, tudo foi muito bem feito e planejado para que Três Pontas, os trespontanos e visitantes, tivessem o melhor Auto de Natal que poderiam ter.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here