*Polícia Civil teve mandado de prisão negado pelo Poder judiciário, mesmo com imagens do autor que cometeu e confessou o crime

A Polícia Civil cumpriu na manhã desta sexta-feira (08), um mandado de busca e apreensão na casa de dois jovens de 23 anos, no bairro Santa Edwirges, em Três Pontas. Eles são investigados por terem no feriado de Finados do ano passado, realizado o furto de um caminhão e um trator que estavam estacionados em um terreno, em frente a um posto de combustíveis da Avenida Ipiranga, no bairro Aeroporto.

O fazendeiro proprietário da Fazenda Mutuca, dono dos veículos registrou a ocorrência na Polícia Militar. Ele havia deixado o caminhão com o trator dentro, no dia 31 de outubro. No dia seguinte, o fazendeiro passou pelo local e viu os veículos lá, mas quando foi buscá-lo no dia 02 de novembro, não os encontrou mais.

As investigações

Circuito mostra o caminhão em um posto na Fernão Dias

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o crime e teve que pegar estrada fazendo a rota onde o caminhão foi visto. A equipe de inspetoria conseguiu imagens de câmeras de segurança, mostrando que dois suspeitos passaram por Varginha e seguiram a Rodovia Fernão Dias. Depois outras imagens de um posto de combustíveis em Três Corações, registra um deles desembarcando por volta de 01h30 da manhã, indo até o restaurante, comprando uma bebida e retornando para a sequência da viagem. O caminhão com o trator na carroceria chegou em São Paulo, seguiu sentido a cidade de Mauá, local que possivelmente foi desmontado ou se encontra guardado.

Os dois investigados são primos, um deles é mecânico de veículos pesados, dava manutenção no caminhão da vítima e por várias vezes teve seu nome envolvido neste tipo de crime. A Polícia Civil descobriu que um dos primos, tem envolvimento com uma organização criminosa especializada em furtos de caminhões, tratores, sacas de café e roubo de cargas, na região do Sul de Minas. Este teria oferecido a quantia de R$1 mill para que ele participasse da empreitada criminosa, justamente pelo conhecimento que tem em consertar, montar e operar este tipo de veículos. Ele teria feito uma ligação direta para conseguir funcionar o caminhão para levá-lo.

Ainda segundo a polícia, outros dois furtos foram registrados na época em um curto espaço de tempo, nas imediações do mesmo posto de combustíveis e podem ter relação com estes envolvidos. O local é bastante usado por produtores rurais, usam para deixar além de veículos também implementos agrícolas.

Nesta imagem, no canto esquerdo o suspeito desceu do caminhão

Os mandados cumpridos

A Polícia Civil depois de muitos desdobramentos dentro e fora da cidade, conseguiu identificar os suspeitos e solicitou ao Poder Judiciário um mandado de prisão preventiva, porém, foi indeferido, só conseguiu mandados de busca e apreensão. Na casa do primo que seria o mecânico, os investigadores encontraram as roupas que foram usadas no dia do crime e que foram flagradas através do sistema de câmeras de um estabelecimento comercial na rodovia Fernão Dias.

No imóvel da Rua Joaquim Piedade Campos, a mãe de um deles reconheceu o filho nas imagens. No local foram encontrados um par de tênis que o primo mecânico estaria usando e um aparelho celular. Este confirmou em depoimento, que participou do furto e que depois disso, queimou as roupas que estava vestindo na tentativa de impedir que fosse identificado. Ainda em depoimento, o caminhão e o trator que custam aproximadamente R$150 mil, foram vendidos por apenas R$20 mil.

Ele foi até o restaurante e comprou uma bebida, antes de seguir viagem

Investigados estão soltos

Como não foi expedido o mandado de prisão, mesmo com a Polícia Civil conseguido as imagens e o investigado confessando o crime, foi liberado após ser ouvido na Delegacia de Polícia Civil.

Segundo o juiz titular da Vara Criminal da Comarca de Três Pontas, o indeferimento do mandado de prisão, se deu em virtude do investigado não ter antecedentes criminais.

Apesar de ter queimado a roupa, tênis que ele calçava foi encontrado
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here