A Polícia Civil de Três Pontas juntamente com a Polícia Civil de Campo Belo, cumpriram um mandado de prisão preventiva, na manhã desta quinta-feira (3) e prenderam o suspeito de uma tentativa de latrocínio, contra um motoboy de 26 anos. O crime foi em 26 de junho, próximo do Aterro Sanitário, na zona rural do município.

O rapaz que é natural de Ilicínea, estava foragido desde o dia do crime e passou por alguns municípios da região. Ele saiu da cidade assim que assaltou e tentou matar o motoboy a tiros.

Os investigadores iniciaram ainda no sábado, o dia do crime, os levantamentos prévios e mesmo no fim de semana saíram a campo. Descobriram que o suspeito tinha uma namorada em Três Pontas. Uma equipe foi até a casa dela, mas a moça já tinha fugido com ele. Os levantamentos apontam que o casal foi para Três Corações, depois para Pouso Alegre. Diligências foram feitas nestas localidades, mas ninguém foi encontrado. As investigações foram avançando e a equipe conseguiu descobrir que ele estaria trabalhando na zona rural de Cristais.

Nesta manhã, policiais de Três Pontas e Campo Belo, montaram uma operação e conseguiram surpreendê-lo, quando saia de uma casa para trabalhar.

O rapaz foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Campo Belo e depois prestará depoimento noino policial que já foi instaurado. A pena para o delito de tentativa de latrocínio, varia entre 20 e 30 anos de prisão.

A corrida que quase tirou a vida de motoboy

O motoboy Willian de Freitas Rodrigues recebeu uma ligação solicitando uma corrida. Um rapaz pediu que ele o buscasse, pois estaria vindo para a cidade a pé, e iria aguardar próximo do Aterro Sanitário. Quando ele chegou, foi recebido com dois disparos de revólver. Os tiros atingiram a barriga e as nádegas. Em seguida, o assaltante pegou a motocicleta e fugiu sentido a cidade.

O rapaz foi socorrido por um motorista em um carro que passava pela estrada. Ele foi levado para o Pronto Atendimento Municipal (PAM) foi internado no Hospital São Francisco de Assis, onde passou por cirurgia.

Crime premeditado

O suspeito teve a preocupação de retirar a vítima do movimento, por isto, simulou a corrida já na zona rural, em local mais afastado, na tentativa de não ser descoberto, já que não havia ninguém nas imediações que pudesse ajudar na sua identificação.

Imagens do circuito de segurança de uma empresa, mostraram que após o crime, o criminoso fugiu em direção a cidade, mas elas não foram suficientes para identificar o suspeito. A equipe de investigadores conseguiu depois de um exaustivo trabalho, descobrir quem foi o criminoso. Ele é conhecido no meio policial, já tem passagens pela polícia, inclusive de ameaças contra sua ex-mulher.

A vítima prestou depoimento e contou que não reagiu ao assalto, mas antes de atender as ordens do criminoso de retirar o celular do bolso, tomou o primeiro tiro na barriga e depois o segundo acertou suas nádegas. Enquanto ele estava caído no chão, o suspeito chegou a dizer se o motoboy não iria morrer, já que mesmo ferido duas vezes, ele disse ao assaltante que não precisaria machucá-lo.

A Polícia Civil não tem dúvidas que o rapaz planejou o assalto e sua intenção era matar o motoboy. A vítima obteve muita sorte em passar alguém na estrada e tê-lo socorrido. As investigações continuam a fim de encontrar a moto que foi levada, uma Honda/CBX 250 Twister; cor vermelha placa HBO-6627 de Três Pontas e apreender a arma usada no crime, um revólver calibre 32 ou 38.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here