Autoridades juntamente com os filhos Adriene, Diego e Bruna descerraram as placas em homenagem a ex-prefeta

 

A Administração reinaugurou na tarde desta terça-feira (30), a sede da Prefeitura de Três Pontas, que agora passa a ser chamada de Centro Administrativo “Prefeita Adriene Barbosa de Faria Andrade”. O nome da primeira mulher a ser eleita prefeita do Município, foi dado ao prédio do Poder Executivo, através da lei 4.521, de 19 de novembro de 2019, de autoria do vereador Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD) e sancionada pelo prefeito Marcelo Chaves Garcia (PSD).

O imóvel construído pelo prefeito Dr. Cézar de Alvarenga Gouvêa, no lugar da antiga Estação Ferroviária, foi inaugurado em janeiro de 1977, contando já com 43 anos de utilização, com as instalações sanitárias necessitando com problemas e já desgastado pelo tempo e sem condições de uso.

O Centro Administrativo, agora está com acessibilidade aos portadores de necessidades especiais, com segurança do piso de acesso aos cadeirantes na entrada. Foram feitos reparos e pintura de toda estrutura do imóvel, substituição dos pisos inapropriados, do forro do gabinete que já estava cedendo, e o revestimento da parede já todo mofado. Muitos móveis e computadores já inadequados foram trocados, a fachada foi repaginada e trouxeram flores para dar boas energias e beleza, fazendo jus ao nome de Adriene Andrade.

Restrita a pouco convidados, por causa da situação de pandemia do novo Coronavírus requer, a cerimônia foi realizada do lado de fora, perto do fim do expediente e contou como convidados, o deputado estadual Mário Henrique “Caixa” (PV), o ex-prefeito Antônio Carlos Mesquita e os filhos da ex-prefeita Diego Barbosa de Faria Brito e Bruna Barbosa de Faria Brito. Compareceram o presidente da Câmara vereador Maycon Douglas Vitor Machado (PDT), o vereador Luis Carlos da Silva (PP), a chefe de gabinete e secretária de Indústria e Comércio Melissa Chaves e a secretária de Administração e Recursos Humanos, Érika Mesquita.

Diego de Faria Brito agradeceu a homenagem feita a sua mãe

O deputado federal, Diego Andrade (PSD-MG), jusificou sua ausência, alegando votação importante em sessão do Congresso Nacional. Os pais de Adriene, Joel Neto Faria e Dalma Barbosa Faria, enviaram nota agradecendo a homenagem em nome da família Barbosa e Faria. Por recomendações médicas, por causa da idade e terem doenças que os colocam em situação de risco, não puderam prestigiar a homenagem à filha falecida, que tanto amou a cidade e carregava o povo no coração. Eles agradeceram o prefeito Marcelo Chaves, ao vereador Antônio do Lázaro autor da lei que dá o nome ao Centro Administrativo e aos vereadores e disseram se sentirem orgulhosos e satisfeitos e sentem por todos admiração e respeito.

O filho Diego Barbosa também agradeceu, ressaltando a alegria por estarem ali vendo o reconhecimento à sua mãe, que de onde estiver está feliz, e eles, seus filhos estão gratos pela homenagem.

A secretária de Administração Érika Mesquita, trabalhou com Adriene entre 2001 e 2004. Na época, Marcelo Chaves ocupava a pasta que ela está justamente agora. Ela  acompanhou de perto seu trabalho integrando a equipe da área de licitações, onde em 2002, Três Pontas foi um dos primeiros municípios do interior de Minas Gerais a realiza a licitação na modalidade Pregão, e vieram outras licitações inovadoras para atender de pronto a vontade da ex-prefeita de fazer o melhor e sempre mais. O município foi um dos cinco primeiros municípios do sudeste a executar o Programa de Modernização da Administração Tributária (PMAT). Os avanços foram notórios e agora, a Prefeitura caminha para que no próximo mês possa ser realizado o primeiro Pregão Eletrônico no Município, que sempre teve resistência pela sua amplitude, mas é sua meta como advogada atuante na área.

O presidente do Poder Legislativo Maycon Machado, começou falando da iniciativa do colega Antônio do Lázaro e da aprovação dada por unanimidade ao projeto, com muitos elogios, recordando o mandato histórico de Adriene a frente da Prefeitura. Reinaugurar o prédio onde foi palco de tantas decisões importantes que trouxeram melhorias e bem estar à vida dos trespontanos, é agora mais do que nunca, eternizando o nome de Adriene Andrade, que deixou um legado de carinho e amor pelas pessoas, é responsabilidade de todos segui-lo. Antes de terminar, mencionou o apoio do Poder Legislativo à gestão do prefeito Marcelo Chaves.

O deputado Mário “Caixa” mencionou que a homenagem feita à Adriene e a presença de Carlos Mesquita, mostra o carinho que o prefeito Marcelo Chaves tem pela cidade, que é além de um administrador, um político de diálogo, sem revanchismo, que tem amor no coração e não ódio, o que segundo “Caixa”, o faz ter um longo caminho a percorrer na política. Por isto, o deputado trespontano reforçou o orgulho que tem de ser seu parceiro e de sua gestão.

Sobre Adriene, lembrou que em dezembro de 2014 foi homenageado pela então presidente do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG) com a Medalha Mérito da Corte. A sua conterrânea por direito, ao terminar a cerimônia lhe deu um abraço e disse que todos que estavam sendo agraciados eram pessoas importantes, mas “Caixa” seria diferente, por ser um trespontano.

O prefeito Marcelo Chaves concluiu as falas antes de descerrarem as placas comemorativas, comentando a alegria que teve ao trabalhar com Adriene quando ela foi prefeita e o que ela fez pessoalmente a ele para seu crescimento profissional e político. Primeiro mencionou que a intenção é transformar o local em um Centro Administrativo, ainda daqui a alguns anos, eles receberem do Tribunal de Justiça o prédio onde hoje funciona o Fórum Dr. Carvalho de Mendonça que fica em frente. O município doou uma área para que a sede da Comarca seja construída e em torno dele, seja instalado futuramente o Ministério Público e a Delegacia de Polícia Civil.

Antes de falar da homenagem, justificou que as inaugurações que estão sendo feitas em live estão extrapolando fronteiras, mas esta, irá para outras fronteiras e outros planos. Marcelo disse que reduziria sua fala e chorou. Lembrou que ao trabalhar tantos anos com Adriene, teve a oportunidade de fazer uma pós graduação em administração municipal, através da Associação Mineira de Municípios (AMM), o que se tornou fundamental para ele até hoje.

Quando foi presidente do Tribunal de Contas, levou as amarguras dos prefeitos à Corte e de alguns anos para cá, segundo o prefeito Marcelo Chaves, o TCE-MG tem feito um trabalho preventivo, fruto do trabalho da ex-prefeita de Três Pontas. Sua iniciativa, fez o Tribunal ter uma nova postura, que foi reconhecida dentro e fora de Minas Gerais. Para Marcelo, Adriene sempre teve um olhar diferente às coisas, foi iluminada e está olhando por Três Pontas e certamente torcendo para que as coisas avancem.

O público que acompanhava a cerimônia, ouviu a canção Serra da Boa Esperança de Lamartine Babo, na voz do musicista e professor do Conservatório de Música Heitor Villa Lobos Mauro Marques, que foi acompanhado por Beto Maciel no violão e Wander Scalioni no saxofone.

Adriene “a eterna prefeita”

Adriene Barbosa de Faria Andrade nasceu em 24 de maio de 1964 na cidade de Boa Esperança, a primeira de três filhos do casal Joel Neto Faria e Dalma Barbosa Faria e mãe de Diego Barbosa de Faria Brito e Bruna Barbosa de Faria Brito.

Graduada em direito pela Faculdade Milton Campos, ocupou diversos cargos públicos relevantes, dentre eles, o de prefeita do município de Três Pontas e de presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), por dois mandatos. Foi presidente da Associação de Pais  e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Três Pontas, além de Delegada Regional e membro do Conselho de Administração da Federação Estadual de Apaes, atuando por 14 anos em defesa de políticas públicas para pessoas com deficiência, sendo essa área a sua paixão e combustível de vida.

Foi membro titular do conselho do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e do Conselho Municipal de Assistência Social por vários mandatos. Atuou em movimentos em prol da cafeicultura e implantou diversos programas de modernização administrativa.

Também foi a primeira mulher eleita presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), onde, em dois mandatos, implementou uma profunda reforma gerencial, integrando, de forma inovadora, os 853 municípios mineiros. Em sua gestão, a AMM adquiriu força política e tornou-se pólo disseminador de aperfeiçoamento de gestão pública.

Ao longo de sua vida pública, Adriene Barbosa de Faria Andrade foi condecorada com importantes insígnias, entre elas, o colar do Mérito das Cortes de contas ministro José Maria de Alkmim, a grande Medalha da Inconfidência, a Medalha da Ordem do Mérito Legislativo e a Medalha  do Grande Mérito Municipalista.

Nomeada Conselheira do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, Adriene Barbosa de Faria Andrade tomou posse no dia 10 de novembro de 2006. Foi Corregedora da Corte no biênio 2009/2010 e vice-presidente no biênio 2011/2012. Foi a primeira mulher a presidir o Tribunal de Contas Mineiro, em 2013 e 2014. Durante a sua atuação na Corte de Contas publicou diversos artigos e livros de direito administrativo.

Adriene Barbosa de Faria Andrade faleceu em 16 de abril de 2018, com apenas 53 anos. Sempre envolvida nos segmentos sociais, imprimiu obras que ficarão eternamente fincadas na sociedade e na vida das pessoas, mas seu maior legado sempre será o amor.

Os filhos de Adriene, Diego e Bruna, o prefeito Marcelo Chaves, a secretária Érika Mesquita e o deputado Caixa. Fotos: Equipe Positiva

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here